Felipe Rau/AE
Felipe Rau/AE

Pequenos empresários estão mais confiantes, aponta pesquisa

Alta é a primeira após três quedas consecutivas, conclui levantamento do Insper

ESTADÃO PME,

29 de setembro de 2011 | 11h17

O Índice de Confiança de Pequenos e Médios Negócios (IC-PMN), que reflete as perspectivas dos empresários do setor, subiu no quarto trimestre deste ano. O indicador registrou 73,7 pontos. No terceiro trimestre, o índice de confiança era de 72,3 pontos em uma escala de 0 a 100. A pesquisa é trimestral e feita em parceria entre o Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper) e o Santander.

A elevação é a primeira após três quedas consecutivas. Para José Luiz Rossi Júnior, professor do Insper, o resultado ainda não significa que o otimismo voltou ao setor. Antes, segundo ele, é preciso verificar os resultados dos próximos trimestres. "É importante destacar que a interrupção de três quedas consecutivas sinaliza uma estabilização do nível de confiança, além de retratar o efeito sazonal do último trimestre, afetado essencialmente pelo aquecimento das vendas do Natal", afirma o especialista.

O estudo envolve 1,2 mil empresas das cinco regiões do País. São ouvidos empresários dos três principais setores da economia - comércio, serviço e indústria - e que faturam até R$ 30 milhões por ano. Entre as questões analisadas pelo IC-PMN, foi registrado crescimento na confiança em relação ao desempenho da economia (72,3 pontos contra 70,5 no terceiro trimestre), sobre a expectativa de faturamento (78,4 contra 76,5) e o lucro (76,2 contra 74,5).

"O índice demonstra que os empresários estão confiantes no desempenho da economia brasileira no quarto trimestre e esse otimismo se reflete numa evolução positiva, principalmente para os setores de comércio e serviço", analisa César Fischer, superintendente de pequenas e médias empresas do banco Santander. De acordo com o levantamento, a confiança no setor de comércio subiu de 71,3 pontos para 73,2. No caso do segmento de serviços, a alta foi de 73,4 para 74,9 pontos. A confiança dos donos de indústrias permaneceu estável em 73,5 pontos.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Queda no juro manterá confiança do empresário ::

:: Câmbio e crise externa abalam indústria ::

:: Você está preparado para o Natal? ::

:: Seu negócio dos sonhos na ponta do lápis ::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.