Adriano Faleiros/Estadão
Adriano Faleiros/Estadão

Pequeno empresário está mais otimista com relação ao futuro, diz Sebrae

Em abril, índice que mede a confiança do setor atingiu sua segunda alta consecutiva, com destaque para a indústria

Estadão PME,

16 de maio de 2013 | 12h58

Do ponto de vista da confiança, o mês de abril foi positivo para o micro e pequeno empresário brasileiro, que segue otimista com relação à expansão de seus negócios. É o que revela uma pesquisa divulgada pelo Sebrae nesta quinta-feira, 16. Batizado de Índice de Confiança dos Pequenos Negócios (ICPN), o levantamento atingiu o nível 116 no mês, apresentando elevação de 1,2% em comparação ao mesmo período do ano passado. Na relação direta com fevereiro de 2013, o indicador acumula avanço de 7,4%.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Segundo o Sebrae, o aumento na confiança dos pequenos negócios foi assegurado pelo bom desempenho nas vendas das empresas no mês de março. Se comparado a janeiro, o faturamento de março apresentou crescimento de 17%.

"Fatores estruturais contribuíram com a recuperação no desempenho das empresas em março, o que elevou a confiança dos empresários, como a expansão do crédito e o aumento real da renda dos trabalhadores”, analisa o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Destaque no faturamento de março, a Indústria também alavancou o ICPN de abril, atingindo o nível 119. O indicador aponta que as empresas de pequeno porte e da região Norte são as mais confiantes no período. Elas registraram o índice de 124 e 125, respectivamente.

“O setor industrial foi, certamente, o mais beneficiado pelas medidas de incentivo do governo. Como o mercado interno continua aquecido, as pequenas indústrias se recuperam com maior velocidade”, conclui Barretto.

Para calcular o ICPN, o Sebrae analisa o nível da atividade dos pequenos negócios no mês anterior e a expectativa para os meses seguintes. Até junho, 92% dos donos de micro e pequenas empresas aguardam faturamento maior ou estável. Nesse caso, os setores que têm melhores expectativas são de Comércio e Serviços, com 93% dos empreendedores otimistas quanto ao desempenho no próximo mês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.