Estadão PME
Estadão PME

Pequeno dicionário para o pequeno empresário conquistar relevância nas redes sociais

Elaborar uma estratégia para estar nas redes sociais pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso do seu negócio

ESTADÃO PME,

21 de março de 2012 | 09h00

 A empresa que não está nas redes sociais pode não estar em lugar algum. Este argumento parece definitivo. Mas há outro, respaldado em números: oito em cada dez paulistanos fazem parte das redes. Este estudo, divulgado recentemente pela Fecomércio, indica que 9,3 milhões de pessoas acessam Facebook, Twitter, Google Plus e Orkut.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

Trata-se de um tremendo mercado à disposição do seu negócio. E um contingente de pessoas que você não pode ignorar se pretende fazer sucesso.

Pensando nisso, o Estadão PME preparou um pequeno dicionário de termos que ajudam você a não apenas estar com seu negócio nas redes sociais, mas também a extrair o que de melhor elas têm a oferecer para o seu empreendimento. Confira:

Arrumar

Estar nas redes sociais significa que você vai errar. E não há nada de mais nisso. O segredo, apontam especialistas, é identificar e corrigir essa falha rapidamente para evitar prejuízos à imagem do seu empreendimento.

Audiência

Como já mencionamos na introdução desta matéria, é cada vez maior o número de potenciais consumidores que acessam as redes. Dessa forma, simplesmente, não é mais possível ignorar um contingente que apenas na cidade de São Paulo é composto por 9,3 milhões de pessoas.

Blog

Trata-se de um ótimo complemento para sua atuação nas redes sociais. É por meio dele que você poderá agregar conteúdo sobre o seu setor de atuação e, dessa forma, convidar o consumidor a conhecer mais informações sobre a sua empresa e a respeito do que você pretende oferecer.

Discussão

As redes sociais devem ser um espaço para discussão, onde a empresa divulga suas ações. Elas também podem gerar conteúdo e interação entre os usuários. Não pense apenas em vender, vender, vender...

Humor

As ferramentas como Facebook e Twitter são ótimas para o empreendedor avaliar o humor do consumidor, quais são seus desejos, suas frustrações, enfim, o que ele realmente deseja. Em certa medida, o monitoramento das redes pode substituir uma pesquisa de mercado. Ou complementá-la.

Inovação

Essa dica serve para qualquer pessoa que administra ou pretende administrar um negócio. A melhor estratégia do mundo nas redes sociais não surtirá o efeito desejado caso você não tenha algo realmente inovador para ofererecer.

Medo

Experimentar faz parte do mundo digital. Não tenha medo de errar. Faça ações e procure mensurar o resultado delas. É apenas dessa maneira que você conseguirá obter os melhores resultados possíveis.

Moeda

Não se esqueça, porém, que a diferença entre o sucesso e o fracasso é a reputação de uma organização. Assim, a reputação, a imagem que as pessoas fazem do seu negócio, é considerada por especialistas como a principal moeda do século 21. Com uma reputação forte e consolidada, você pode pavimentar mais facilmente o caminho do crescimento do seu empreendimento.

Personalizar

Há alguns negócios que por meio das redes sociais ajudam o consumidor a personalizar suas compras e a divulgar suas preferências aos amigos. Mais do que isso: o segredo do sucesso está em falar para milhares de pessoas dando a impressão de que você está falando para cada uma delas. Isso não é tarefa fácil para o empresário, mas plenamente possível de se alcançar com dedicação.

Planejar

O que você vai oferecer nas mídias sociais? Quais resultados pretende obter? Sem saber responder a essas duas perguntas, é melhor nem começar.

Rapidez

Na internet - e portanto nas mídias sociais também - quem é rápido supera quem é lento. Simples assim. Quem sabe usar as redes ganha espaço no mundo digital. E o que é melhor: o tamanho da empresa não tem nada a ver com o sucesso virtual. Seja rápido.

Realidade

Não se esqueça que as redes sociais são um reflexo do mundo real. Dessa forma, saiba que: o consumidor que reclama pelas mídias sociais, quer uma resposta por meio dessa ferramenta. Assim, crie condições para dialogar e resolver rapidamente os problemas dos consumidores,

Surdez

Há especialistas que consideram o Twitter uma ferramenta surda porque permite pouca interatividade entre os usuários. Mesmo tomando isso como uma verdade absoluda, saiba que ele pode ser usado para que a sua empresa, por exemplo, melhore o canal de atendimento com os consumidores.

Venda

As redes sociais, especialmente o Facebook, não são apenas meios de comunicar-se com os clientes ou futuros consumidores. Dá para vender produtos. Mas deixe isso bem claro, como está fazendo, por exemplo, o Magazine Luiza. A rede varejista pretende abrir 10 mil lojas no Facebook, administradas por pessoas comuns, como eu e você, e que ganham uma participação conforme as vendas feitas.

Vídeo

Você pode extrair o máximo do Youtube. Mas saiba que você deve, para isso, produzir conteúdo informativo sobre a sua empresa. Que tal produzir um vídeo para explicar melhor ao consumidor como funciona a sua empresa? Ou como funcionam os produtos e serviços que você vender?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.