Reprodução internet
Reprodução internet

Pensando em desistir? Saiba que Michael Jordan errou mais de 300 arremessos decisivos na carreira

Atleta foi considerado baixo para o basquete, quebrou o pé na segunda temporada profissional, mas nunca desistiu

DANIEL FERNANDES, ESTADÃO PME,

15 de abril de 2014 | 11h19

 Talvez o segredo do sucesso do empreendedorismo seja justamente nunca desistir. É fato que as coisas dão errado para muita gente, ainda mais no mundo dos negócios, mas a persistência é uma característica comum a maioria dos empresários. Essa característica, no entanto, não é exclusiva da trajetória dos empreendedores. É possível notá-la na carreira de grandes esportivas. Dúvida?

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Vejamos então o caso de Michael Jordan. Ele é apontado como o maior jogador da história da NBA, a liga profissional norte-americana. E isso definitivamente não é por acaso. O atleta conquistou seis ligas, mas tem uma coleção de recordes pessoais invejáveis.

* Chegou a fazer 3 mil pontos (temporada 1986/1987)

* Foi considerado o melhor jogador das finais em seis oportunidades

* Marcou mais pontos por jogo do que qualquer outro atleta da NBA (30,1)

A coleção de números positivos é imensa. Mas há três fatos que chamam a atenção. Não pelo lado negativo, mas pelo aspecto de superação.

1) Em toda a sua carreira, Michael Jordan perdeu mais de 300 arremessos decisivos - poderiam decidir jogos, classificações, campeonatos...

2) Ainda como aluno da High School, o ensino médio norte-americano, ele foi considerado muito baixo para integrar o time da escola.

3) E principalmente: a segunda temporada de Jordan na NBA foi interrompida após o atleta quebrar o pé, o que o levou a perder 64 jogos da temporada.

Já pensou se ele tivesse desistido?

Tudo o que sabemos sobre:
michael jordan

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.