Divulgação
Divulgação

Para vender usados é preciso inovar: saiba como se dar bem até com Lego de segunda mão

Analisamos dois casos que mostram como é possível criar novos mercados

ESTADÃO PME,

03 de outubro de 2013 | 15h00

 Goste você ou não, qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, sabe exatamente o que significa a marca Lego. Alguns lembram da infância. Outros simplesmente entendem automaticamente que a palavra significa peças para montar. Por isso, estima-se que cada pessoa na Terra seja a feliz proprietária de 86 tijolos do tipo.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

E talvez essa conta tenha sido o ponto de partida para o empreendedor alemão Christoph Bloedner, que decidiu abrir uma empresa para revender peças usadas do brinquedo. O negócio funciona de maneira virtual, e Broedner compra cerca de 40 mil peças por dia para revender, informa o serviço de notícias DPA. De acordo com o empresário, a empresa vende 600 mil peças por ano. E mais: a expectativa é que essas vendas, em breve, superem a marca de um milhão de euros.

Atuar no mercado de usados sempre foi um campo fértil para empreendedores. Mas o caso da empresa alemã nos mostra que até nesse campo é preciso inovar - no caso, a inovação foi criar um mercado. Quer outro exemplo interessante? Que tal criar um espaço para comercializar roupas usadas de bebês.

É exatamente a proposta do site Ficou Pequeno. A plataforma permite que pais negociem produtos infantis em ótimo estado e com grandes descontos, que podem chegar a 90%, em alguns casos. Para facilitar a operação, eles podem criar suas próprias lojas dentro do site, nas quais apresentam todos os produtos que querem vender. No começo da empreitada, em julho, já haviam 20 lojas, e dois meses depois, o número subiu para quase 150 lojas, com 1.600 produtos anunciados.

Tudo o que sabemos sobre:
inovarinovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.