Divulgação
Divulgação

Para garantir higiene, delivery de sushi instala câmeras na cozinha

Preparação do prato pode ser acompanhada pela internet

Camila Ramos, Especial para O Estado de S. Paulo,

09 de setembro de 2012 | 09h55

Muitos amantes da comida japonesa têm receio de fazer pedidos de serviços delivery por falta de informações sobre a higiene na produção da comida. Essa foi a conclusão do empresário Lucas d’Acampora Prim. Para superar o entrave ele decidiu abrir, junto com dois sócios, uma rede de comida japonesa na qual o cliente pode acompanhar virtualmente a produção de seu pedido.

Com duas lojas em Florianópolis e um projeto-piloto de franquia em andamento em Curitiba, a rede Kimitachi tem dois anos de vida. Segundo o empreendedor, o plano de expansão já está estruturado. “Já tem demanda de pessoas querendo abrir em outras cidades e estados”, conta Prim.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Ele garante que o acompanhamento online do pedido é um dos diferenciais que atrai consumidores. O cliente faz o pedido pela internet e acompanha no site as imagens que são filmadas dentro da cozinha da Kimitachi. Antes da entrega, a pessoa também pode saber quem é o motoboy e a que horas ele está saindo do restaurante. Com isso, o acompanhamento virtual acaba diminuindo a percepção de tempo que o cliente tem.

Apesar dos funcionários trabalharem sob constante vigilância, Prim afirma que o Big Brother corporativo nunca afastou ninguém do trabalho. “A rotatividade é muito baixa. A gente só perdeu um funcionário em dois anos porque ele ia viajar para São Paulo”, diz. Atualmente, a Kimitachi tem 15 funcionários, além dos entregadores, que são terceirizados.

A ideia de abrir uma cozinha virtual surgiu em um trabalho de conclusão de curso. Na pesquisa, Prim fez um levantamento do mercado de restaurantes de comida japonesa delivery e identificou que, no Brasil, o setor ainda não está consolidado. Um dos fatores que pesam nesse entrave a desconfiança do consumidor com relação à higiene e à qualidade do peixe usado.

Para garantir essa qualidade, as lojas da Kimitachi ainda realizam as entregas em um raio de no máximo cinco quilômetros. E, para evitar problemas caso o cliente tenha restrição a algum produto, a rede ainda abre espaço no formulário de pedidos para que a pessoa informe suas preferências ou alergias. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.