Reprodução
Reprodução

Pague com o próprio sangue e ganhe produtos da série The Walking Dead

Campanha em Portugal contribui para aumentar em mais de 500% o número de doadores

Estadão PME,

15 de maio de 2014 | 12h14

Desenvolvedores de The Walking Dead realizaram uma campanha para promover uma temporada da série e contribuíram para uma boa causa: aumentar o número de doações de sangue. Em uma loja na cidade Amadora, região de Lisboa, em Portugal, as pessoas que decidiram doar levaram em troca produtos da marca, como camisetas, capas de celular e até 'martelos' e 'pés de cabra', objetos que fazem referência ao seriado.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A ação foi feita em parceria com uma agência e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST).

Segundo o site Springwise, o instituto registrou aumento de 571% nas doações de sangue com apoio dessa campanha, comparando com os números do ano anterior. Das pessoas que foram motivadas e participaram, 67% doaram sangue pela primeira vez.

O resultado também foi positivo para o negócio. A campanha ajudou a aumentar em 17% a audiência da série – exibida pela Fox em TV paga.

Devido ao sucesso da ação, a equipe por trás da campanha planeja multiplicar essa iniciativa em outros países, como Espanha, Holanda, Turquia, Argentina, Colômbia, Estados Unidos e Brasil.

Ensinamentos. Essa ação pode servir de aprendizado para os pequenos empreendedores. No caso, os desenvolvedores da marca fizeram uma ação social muito bacana - doação de sangue - e ainda fizeram com que potenciais consumidores levassem o produtos da empresa - no caso, uma série - para casa. 

É esse tipo de ação que os especialistas consideram reforço de marca, fazem com que os consumidores se lembrem da empresa A e não da empresa B sempre que decidirem comprar algo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.