Reprodução do site
Reprodução do site

O que o programa Castelo Rá-Tim-Bum! pode ensinar para pequenos empreendedores

Atração infantil foi ao ar pela primeira vez em 1994 e TV Cultura fez especial em homenagem ao programa

ESTADÃO PME,

10 de maio de 2013 | 07h10

 A primeira exibição do Castelo Rá-Tim-Bum! completa 18 anos em 2013 e, por isso, a TV Cultura resolveu fazer um programa especial a respeito da atração infantil que fez bastante sucesso a partir da década de 90 - há até um site especial para comemorar a data com vídeos sobre o programa.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Isso você pode até saber, mas o que talvez pouca gente possa imaginar é que a concepção do programa pode servir de aprendizado para pequenos empreendedores.

Inovação. O cmais+ da TV Cultura, por exemplo, entrevistou o diretor da atração, Cao Hamburguer. E uma frase do diretor parece talhada para os empreendedores. "(O Castelo Rá-Tim-Bum!) conseguiu o balanço entre o entretenimento, magia e o conteúdo educativo. A TV (Cultura) era um lugar efervescente. Eu tive que me esforçar para entrar no ritmo deles", afirmou Cao. 

A lição? Ambientes efervescentes de trabalho costumam propiciar o surgimento de inovação - o programa infantil é considerado até hoje um dos marcos da televisão brasileira. 

Diferenciação. Também, pequenos empreendedores, podem aprender com o programa sobre diferenciação - estratégia fundamental para a sobrevivência em temos de crise e, principalmente, de concorrência forte. "Eu queria fugir do esteriótipo dos castelos de contos de fada, de castelos de bruxa ou castelos europeus. Eu queria o castelo dentro da cidade, não mais em cima da colina. Além da diferenciação, há outro ensinamento implícito - fazer produtos com a cara da região onde você mora. Não meras copias,

Ambiente. Certamente, o ambiente de trabalho é muito importante para o sucesso de qualquer empreendimento, por isso, preste atenção em sua equipe de trabalho. O cenário usado nas gravações do Castelo Rá-Tim-Bum! encantava os atores mirins, fazia com que a equipe se sentisse bem nas gravações. "Era um cenário quase real. O quarto do Nino era uma porta giratória que virava mesmo. Na cozinha, você tinha uns compartimentos secretos, era uma coisa que para nós crianças...que legal, é de verdade", comentou para o site especial de comemoração o ator Luciano Amaral, que participou da série.

Clássico. A dica talvez mais preciosa para empreendedores deixamos para o fim, a partir da entrevista do ator Sérgio Mamberti, o Dr. Victor do Castelo. Ele fala sobre os motivos que levaram o programa a se tornar um clássico. E o sonho de qualquer empresário não é transformar a sua marca em algum perene? "O clássico nasce de uma visão extremamente viva, construída a partir de uma relação, de um trabalho intelectual de um lado, mas também com o lúdico muito forte e da consciência que a obra iria ter". Ou seja, a ideia de conceber algo clássico tem de nascer com o produto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.