Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

O especialista responde: como gerenciar vagas do seu salão de beleza

Dono do salão deve entender antes o perfil do profissional de que precisa e também ter regras de conduta claras no estabelecimento, diz consultora do Sebrae-SP

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2019 | 10h55

Por Maisa Blumenfeld, consultora do Sebrae-SP

Gerenciar um salão de beleza é um grande desafio para boa parte dos empresários do segmento. Em sua maioria, o dono do salão é também o profissional cabelereiro e tem de dividir seu tempo entre cortes, tratamentos, colorações, escovas, pagamento de contas, compra de materiais, controle de estoque, divulgação do salão, acompanhamento de agenda, ou seja, muitos afazeres distintos e que sem planejamento e organização afetam os resultados financeiros, os clientes e a equipe do salão de beleza.

No momento do caos, quando o empresário percebe que não está “dando conta” e começa a perder o controle de tantas atividades, ele procura contratar “alguém para ajudar”, e essa contratação é realizada de forma aleatória. Por exemplo: uma cliente ou um amigo indica um profissional que “está louco para mudar de emprego porque não aguenta mais o dono do salão onde está e a desorganização”. O empresário contrata esse profissional e depois de um certo tempo ele vai embora pela mesma razão que saiu do antigo salão.

Leia mais

:: Drinque na garrafa expande mercado para prateleiras de empórios 

:: O especialista responde: como um mercado pode sobreviver ao lado de grandes redes

Quase sempre o empresário não entende o motivo, coloca a culpa na concorrência, no comportamento do profissional, sente-se injustiçado e segue reclamando que encontrar um profissional bom e comprometido é difícil e complicado no ramo de beleza. Essa situação acontece na maioria dos estabelecimentos de beleza: o empresário contrata sem antes entender qual ajuda ele realmente necessita.

Para isso, listamos algumas ações importantes antes de contratar:

Para quais atividades o salão necessita de mais pessoas? Para as atividades de gestão ou para as técnicas? Se a necessidade é para a atividades de gestão do salão, tais como organizar o ambiente, controlar as finanças, melhorar o atendimento, controlar agenda, organizar o estoque, acompanhar os procedimentos da vigilância sanitária, cuidar do relacionamento com o cliente e da divulgação do salão, esse profissional terá um perfil de administrador.

Porém, se a necessidade é de um profissional para a área técnica, para cortar, colorir, modelar, tratar os cabelos, ou seja, realizar procedimentos em geral no cliente, o perfil será totalmente diferente, lembrando que as duas áreas de atuação são extremamente importantes para o resultado positivo do salão. 

É importante que a personalidade do profissional a ser contratado seja compatível com o estilo do salão, dos clientes, da equipe e do empresário. Essa compatibilidade diminui os possíveis atritos no dia a dia da operação. 

Consulte um contador ou especialista no segmento de beleza para identificar as formas legais de contratação conforme o tipo de profissional. Por exemplo: cabeleireiros, manicures e maquiadores podem ser contratados conforme a Lei 13.352/2016 – Lei Salão Parceiro – Profissional Parceiro.  No caso de contratação para funções administrativas, como gerentes ou recepcionistas, a contratação deverá seguir a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

Também é importante saber os custos e o resultado financeiro atual do salão, para identificar o valor máximo de salário e/ou de comissão que poderá oferecer ao novo contratado. O valor estabelecido deve levar em conta o quanto vai sobrar para o salão, o valor pago pela concorrência e o quanto o novo profissional poderá contribuir para o aumento do lucro do salão.

Procure definir claramente o que necessita do profissional a ser contratado em relação as competências, habilidades, indicações e formações técnicas que serão exigidas. Por exemplo: o salão necessita de um profissional expert em cabelos loiros e cacheados, que seja comunicativo, consiga interagir com os demais membros da equipe, seja proativo na divulgação de outros procedimentos e vendas de produtos, tenha boas referências de comportamento de outros locais de trabalho, que tenha formação em escolas que sejam reconhecidas pela especialização em cabelos loiros. Com essas definições, fica claro quais são os requisitos mínimos que serão exigidos do profissional. 

766E3C01-53A8-483E-9B06-CCE0C7108013
O ideal é elaborar o regimento interno que deverá conter as rotinas, regras e condutas permitidas
E0EAB005-9061-4B3D-86B9-AEB61693E313

É importante ter sempre em mente o perfil, os hábitos e os costumes dos clientes de seu salão. Quanto mais informações e detalhes sobre seu público alvo, mais facilmente poderá identificar o perfil do profissional adequado para lidar com as características da sua clientela. 

Defina também as regras de conduta de seu salão: horários, como proceder se necessitar se ausentar, como deverá ser a divulgação em redes sociais, pode fumar entre um atendimento e outro? Como será utilizado o celular? Caso tenha desentendimentos com outro profissional ou cliente, como proceder? 

O ideal é elaborar o regimento interno que deverá conter as rotinas, regras e condutas permitidas, o que não é permitido e quais as consequências. Esse recurso será um grande aliado para definir e alinhar com o profissional sua conduta para atuar no salão. Agora que refletimos sobre como contratar um profissional para sua equipe, a pergunta é: onde encontrar esse profissional?

Divulgue sua oportunidade de trabalho entre outros profissionais, em escolas técnicas, murais e jornais de circulação próxima ao seu estabelecimento, redes sociais e aplicativos e em sites especializados em profissionais do segmento de beleza. 

Comunique a vaga de forma atrativa, divulgando, além do perfil do profissional, as qualidades e diferenciais que o seu salão oferece para a equipe e para o mercado. Por exemplo: o Salão X, especializado e referência em tratamentos para cabelos loiros, busca no mercado profissionais que tenham em sua formação e atuação, especialização em tratamentos e coloração para cabelos descoloridos. Venha fazer parte de uma equipe de parceiros reconhecidos, antenados em tendências em um ambiente organizado e preparado para aumentar seus ganhos!

Lembre-se sempre de que para o anúncio funcionar as condições informadas devem realmente ser verdadeiras. Todos os profissionais do seu salão são clientes internos, então, se o que foi divulgado na contratação não for a realidade, eles irão embora e ainda poderão divulgar uma imagem negativa do seu salão. 

Essas são algumas dicas básicas para uma boa contratação para o seu salão. Quanto mais conhecimento de suas necessidades, do perfil de seus clientes, dos pontos fortes do seu negócio, dos concorrentes, das regras e procedimentos do seu salão, melhor será a composição e contratação da sua equipe de sucesso!

* Mande sua pergunta para a seção O Especialista Responde pelo e-mail pme@estadao.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.