Reprodução site
Reprodução site

Número de unidades do setor de alimentação delivery deve crescer 65% este ano

A previsão é fechar o ano com 676 estabelecimentos e faturamento de R$ 197 milhões

ESTADÃO PME,

05 de setembro de 2012 | 11h36

O aumento da demanda por comodidade e rapidez na alimentação fez crescer o setor de alimentação delivery. A previsão é que o número de unidades próprias e franquias chegue a 676 em 2012, uma alta de 65% em comparação com o ano passado, quando existiam 409 estabelecimentos. Os dados fazem parte do levantamento divulgado pela consultoria Rizzo Franchise.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O faturamento do setor deve atingir R$ 197 milhões este ano, o que representa um crescimento de 12,2% em relação aos R$ 175,5 milhões de 2011. Diante dos números positivos, o mercado de entrega de alimentação deve gerar 3.456 empregos diretos este ano.

Em nota, o autor da pesquisa, Marcus Rizzo, afirma que a maior concentração das empresas franqueadoras do setor está na cidade de São Paulo (62%), mas devido à forte expansão dessas redes, muitas cidades do interior do País estão sendo contempladas com a instalação de varejos de alimentação exclusivamente delivery.

A rede de franquias de pizzarias delivery Dídio Pizza confirma a tendência do setor. Com 13 unidades na cidade de São Paulo, a rede aposta na instalação em cidades como Jundiaí, Valinhos e São Caetano do Sul e prepara o lançamento em Campinas. O plano de expansão da Dídio prevê dez unidades até o fim do ano, sendo a maioria na Grande São Paulo e interior do Estado. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.