Divulgação
Divulgação

Número de falências decretadas cresce 250% entre médias empresas

Situação é um pouco melhor entre negócios de micro e pequenos portes

Estadão PME,

11 de junho de 2012 | 09h06

O número de falências decretadas das médias empresas cresceu de 13 para 46, uma alta superior a 250%. Em contrapartida, o número de falências das micro e pequenas empresas caiu 5,89% entre janeiro e maio deste ano na comparação com o mesmo período do ano anterior. Foram 225 falências decretadas em 2012 contra 239 em 2011.

O levantamento, feito pela Serasa Experian, aponta ainda que o número de recuperações judiciais cresceu 45% entre as micro e pequenas empresas. Entre janeiro e maio deste ano, foram 170 pedidos, contra 117 pedidos no mesmo período de 2011. No caso das médias empresas, este aumento foi de 98% - 111 pedidos em 2012 contra 56 pedidos em 2011.

Em linhas gerais, quando analisamos as empresas de todos os portes, o indicador Serasa Experian mostra que em maio houve 203 pedidos de falência, o maior número para o quinto mês do ano desde maio de 2009.

Segundo os economistas da empresa, o baixo crescimento econômico, as incertezas globais e o impacto gradual das medidas de estímulo ao consumo estão ampliando as pressões sobre cobrança de débitos empresariais, gerando maior volume de falências.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.