Divulgação
Divulgação

'Nos EUA, dá para abrir uma empresa no mesmo dia', diz especialista

Para o especialista Frederico Viana, sócio do escritório Souza, Cescon, Barrieu e Flesch Advogados, desafio do Pais é uniformizar as exigências

Renato Jakitas, Estadão PME,

28 de maio de 2014 | 06h53

Os passos para que o empreendedor brasileiro possa começar uma empresa ainda não estão suficientemente claros a todos e as regras mudam consideravelmente de um estado para outro do País. Isso representa um gargalo, por exemplo, para o avanço das startups. Essa é a opinião do advogado Frederico Viana, sócio do escritório Souza, Cescon, Barrieu e Flesch Advogados.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Para ele, o País precisa concentrar esforços para reduzir o tempo de abertura de uma negócio, principalmente quando o que está em jogo é a criação de startups. “Cabe aos governos investirem em tecnologias para que o processo de abertura de uma startup possa ser realizado integralmente via internet, como já acontece nos Estados Unidos”, afirma. Acompanhe abaixo os principais trechos da entrevista com o especialista.

Abrir uma empresa no Brasil ainda é um gargalo de entrada no empreendedorismo?

Sim, eu considero ainda um gargalo, principalmente quando o que está em jogo é a abertura de uma startup. O sistema é ainda muito burocrático e vem lá do passado, com exigências que não são mais necessárias. Daria para ser muito mais rápido do que realmente é.

E como poderia ser mais rápido?

Em alguns estados, como em Minas Gerais, já é relativamente rápido o processo. Dá para abrir uma empresa em cinco dias se não tiver nenhum problema no processos. Isso porque é tudo realizado pela internet. Mas em outros lugares, como Rio de Janeiro e São Paulo, pode levar mais de um mês para concluir todo o processo, que ainda é presencial, com papel. Não dá para imaginar o Mark Zuckerberg esperando um mês para começar a operar o Facebook, por exemplo.

Nos Estados Unidos como funciona o processo?

Só para você ter uma ideia, dá para abrir uma empresa no mesmo dia por lá. Isso é fundamental para os negócios. 

:::LEIA TAMBÉM:::

Empresário brasileiro gasta 2,6 mil horas para declarar e pagar impostos

Para pequenos, burocracia emperra competitividade das empresas brasileiras

Democrática, burocracia afeta mais quem depende de importação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.