Issei Kato|Reuters
Issei Kato|Reuters

Nasa lança desafio para avançar na exploração espacial

Agência espacial procura soluções inovadoras para criar escudo que proteja astronautas e naves de radiações solares; resposta para desafio pode estar no origami

Redação, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2017 | 09h37

A NASA, em parceria com o site Freelancer, está em busca de profissionais criativos de qualquer lugar do mundo para desenvolver projetos que ajudem a avançar a exploração espacial.No total, são três desafios que integram o "Torneio Lab da NASA".

 O primeiro deles busca usar o conceito de origami para desenvolver uma capa de proteção à radiação para o veículo que será enviado à Marte. O design vencedor ajudará a proteger astronautas contra raios cósmicos, que são um dos principais desafios à exploração, tendo em vista que são uma ameaça a saúde de astronautas. A agência espacial, segundo o jornal The Guardian, procura por uma solução que possa ser "dobrada e compactada" de forma que, quando aterrarem em outro planeta, possa ser expandida para uma proteção eficiente da radiação solar.

O segundo concurso busca criar uma animação que consiga transmitir, com precisão e para o público em geral, as experiências da NASA com a tecnologia de gerenciamento de inventário na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). 

O último desafio busca um emblema para o projeto "NASA In Space Manufacturing Refabricator”, projeto que fez história ao enviar, em 2015, pela primeira vez uma impressora 3D para a ISS, tecnologia que permitiu fabricar peças no espaço. Agora, o “Refabricator” se esforça para reciclar o plástico no espaço, reutilizando as peças impressas. O emblema vencedor será usado tanto para apresentações, itens usados pela equipe e em materiais desenvolvidos para educação e divulgação pública. Para saber mais detalhes dos desafios e como participar, acesse o site.

Não é a primeira vez que a agência espacial americana recorre a criatividade do público geral para projetos internos. Segundo o Freelancer, a NASA já realizou 29 concursos na plataforma de crowdsourcing, com mais de 6.800 inscritos, de 123 países. Entre os desafios anteriores estava o desenvolvimento de modelos 3D para treinar o sistema de reconhecimento de imagens do Robonaut R2, na ISS; o design e a programação de uma interface smartwatch para uso dos astronautas; e o design de um braço robótico para o Astrobee, a próxima geração de robô voador da Estação Espacial Internacional.

"Estamos convocando nossos 24 milhões de usuários a imaginar como os robôs podem preparar, automaticamente, o ambiente espacial para receber os astronautas, proporcionando a eles uma melhor adaptação e maior segurança. A Nasa representa algumas das melhores ideias que nosso planeta tem para oferecer e, tenho certeza, que nossa comunidade, mais uma vez, mostrará o poder da engenhosidade humana”, afirma Matt Barrie, CEO do Freelancer.com.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.