Mutirão de formalização legaliza mais de 2 mil pequenos negócios

Simplicidade e benefícios atraem empreendedores que querem sair da informalidade

Estadão PME,

13 de julho de 2011 | 17h45

A formalização de pequenos empreendimentos no país foi alavancada. No período entre os dias 27 de junho e 9 de julho 2.364  pessoas foram registradas como Micro Empreendedor Individual (MEI) durante um mutirão nacional de formalização promovido pelo Sebrae. No município de São Paulo a procura por informações sobre a iniciativa foi grande e mais de sete mil pessoas receberam atendimento em tendas montadas para orientar os pequenos empreendedores.

A importância e as vantagens de tirar os negócios da zona da informalidade foi ressaltada pela Secretaria do Microempreendedor Individual, a Facesp (Federação das Associações Comerciais de São Paulo). De acordo com o secretário especial do MEI, Natanael Miranda dos Anjos, os benefícios gerados pela formalização são grandes e o processo é simples “O ideal é que a pessoa procure um dos nossos agentes para efetuar o registro de MEI de forma segura e sem erros. Eles têm todo o conhecimento sobre as normas e exigências da legislação municipal. Dessa maneira, a pessoa evita uma peregrinação em vários órgãos para cancelar um registro feito sem consulta prévia à Prefeitura”, diz o secretário

Na cidade de São Paulo, cerca de 92 mil pessoas já aderiram ao MEI, segundo dados da Receita Federal. O número coloca a capital como uma das líderes no ranking de formalizações no país, menor apenas que os números dos Estados do Rio de Janeiro e Bahia. O Brasil conta atualmente com cerca de 1,3 milhão de microempreendedores individuais formalizados. No Estado de São Paulo são cerca de 285 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Pequenas empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.