Divulgação
Divulgação

Modelo de franquias impulsiona negócio de ônibus para festas

Em sete meses, empresa quadruplicou o número de unidades

Estadão PME,

21 de fevereiro de 2014 | 06h30

Edson Ramuth, proprietário do Grupo Multifranquias, entrou para o negócio de ônibus de festas no ano passado. Há sete meses, ele se tornou sócio do Walking Party, empresa que existe há quatro anos, e implementou o modelo de franquias. O empreendimento saltou de três ônibus para 12 unidades e mais três estão sendo customizadas ainda para este ano.

::: Confira nossas páginas especiais :::

TV PME

Rádio PME

Casos de Sucesso

Blog do Empreendedor

Agenda Tributária

Segundo o empresário, o franqueado compra um ônibus usado por cerca de R$ 30 mil e paga R$ 50 mil para a Walking Party customizá-lo e prepará-lo para poder comportar festas para até 100 pessoas, dependendo do tamanho do carro. A oficina fica em Campinas, interior de São Paulo.

O franqueado paga royalties mensalmente e conta com suporte da marca, incluindo treinamentos. O retorno do investimento chega em até seis meses, segundo Ramuth.

A marca tem franqueados em Santo André, Osasco e Campinas, cidades de São Paulo, e em capitais de outros estados: Salvador, Fortaleza, Aracaju, Recife, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Os ônibus têm ar condicionado, bancos laterais, bar e banheiro e o serviço inclui DJ, pista de dança, barman, motorista e fotógrafo. O carro pode ser contratado para festas de empresas, aniversário e até casamentos.

Ramuth revela que metade dos ônibus é da empresa. "Neste ano, vamos ter um ônibus cor de rosa, voltado ao público gay", conta.

:: Leia mais ::

Ônibus que faz balada se transforma em franquia que custa até R$ 220 mil em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.