Estadão
Estadão

Microempresas respondem por 21% das demissões em 2016

Microempresas, responsáveis por 54% do estoque de 17,1 milhões de empregos com carteira assinada no Brasil, fecharam o ano de 2016 com um saldo negativo de 281 mil vagas

O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2017 | 17h23

As micro e pequenas empresas, responsáveis por 54% do estoque de 17,1 milhões de empregos com carteira assinada no Brasil, fecharam o ano de 2016 com um saldo negativo de 281 mil vagas. O número corresponde a pouco mais de 21% do total das demissões do País.

Os dados integram um estudo realizado pelo Sebrae com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado em janeiro.

Segundo o levantamento, as grandes e médias empresas, que, com a administração pública, contabilizam os 46% restantes dos empregos formais, fecharam o ano com um balanço negativo de 1,032 milhão de profissionais demitidos.

Na opinião do presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, os dados refletem a dependência maior da pequena empresa com a mão de obra. 

“Se uma empresa com quatro trabalhadores demite dois, há uma redução de 50% no quadro de funcionários. Por isso, ela segura mais o empregado”, destaca Afif, que, no entanto, vê no atual nível de endividamento do setor um problema para 2017. “Falta capital de giro e 83% dos pequenos não têm crédito ainda”, afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.