Divulgação
Divulgação

Metodologia que ensina chinês por meio de ilustrações ganha o mundo

Empreendedora por trás da iniciativa desperta a atenção até de Michelle Obama

ESTADÃO PME,

05 de setembro de 2014 | 11h52

O Chineasy, metodologia de ensino do chinês desenvolvida pela empreendedora Shaolan Hsueh, acaba de se tornar uma empresa mundial. O negócio passa a oferecer seus produtos nos Estados Unidos, países da Europa, Austrália, Japão e até mesmo Cingapura. Os cards, postcards, livro e e-book criados pelo negócios são necessários para a aplicação da metodologia criada pela empresária, que pretende ensinar o idioma chinês por meio de figuras.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O método envolve o aprendizado por meio de ilustrações simples com os caracteres chineses. E a partir de um bloco de ilustrações, o aluno pode construir novas palavras e frases. De acordo com Shaolan, existem milhares de caracteres, mas nem todos são necessários para a compreensão da linguagem. E que com os 200 mais utilizados, uma pessoa é capaz de compreender cerca de 40% da literatura chinesa básica. O truque é saber como construir frases usando esses caracteres.

Shaolan, além do sucesso do seu negócio, tem chamado a atenção de muita gente importante. Ontem, na página do negócio no Facebook, ela postou uma imagem com uma carta que recebeu de Michelle Obama, primeira-dama dos Estados Unidos. Na carta, Michelle agradecia pela empresária ter compartilhado com ela seu livro - parte da metodologia de ensino do Chineasy.

 

Tudo o que sabemos sobre:
inovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.