Divulgação
Divulgação

Mercado popular: um universo de 164 milhões de consumidores

Segundo Renato Meirelles, do instituto Data Popular, as oportunidades estão nos setores de varejo e serviços

Renato Jakitas, do Estadão PME,

07 de novembro de 2011 | 11h44

Operar um negócio voltado às classes C e D é, na verdade, acessar um universo de consumo que, no Brasil, alcança 164 milhões de pessoas. Um público tão expressivo quanto diversificado, mas que converge na maneira com que experimenta e relaciona-se com suas marcas preferidas.

“Se eu pudesse dar um único conselho ao empresário, diria para encostar a barriga no balcão e passar a conhecer melhor esse público”, diz Renato Meirelles, CEO do Data Popular, instituto de pesquisa especializado no mercado popular.As empresas pequenas, aponta o especialista, perdem tempo e dinheiro ao tentar copiar os negócios maiores, muitas vezes impessoais ao lidar com os clientes.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

Os menores empreendimentos, pelo menos na teoria, não deveriam ter essa característica. “Um dos diferenciais dos pequenos é justamente o nível de intimidade que o gestor pode estabelecer com o cliente. Isso é bom para os dois lados. O empresário passa a conhecer o seu público; e o consumidor a sentir-se valorizado por falar diretamente com o dono do negócio”, explica.

Segundo Meirelles, as oportunidades estão nos setores de varejo e serviços. A cada R$ 100 gastos hoje, R$ 65,20 são com serviços e R$ 34,80 com a compra de algum produto.

:::LEIA TAMBÉM:::

::Encontro PME vai ajudar empresário a encontrar sucesso::

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.