Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Mendigo troca esmola por aulas de programação e cria aplicativo de carona solidária nos EUA

Conheça a história de Leo Grand e saiba um pouco mais do desenvolvimento de aplicativos

ESTADÃO PME,

16 de dezembro de 2013 | 16h55

 Um mendigo de Nova York que aceita aulas de programação, ao invés de esmola, já seria um acontecimento em qualquer parte do mundo. Mas a história vai além. Esse mendigo acaba de criar, muito por conta das orientações que recebeu, um aplicativo de carona solidária.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O mendigo se chama Leo Grand, um morador de Nova York de 37 anos. E o responsável pelas aulas foi Patrick McConlogue. A história do encontro entre os dois foi contada por Fran Bekerman, um colaborador do site Mashable.

De acordo com a reportagem, Leo não tinha absolutamente nenhuma noção de programação de computadores quando Patrick lhe ofereceu a seguinte escolha: US$ 100 em espécie ou dois meses de lições de programação - o encontro inicial ocorreu em agosto.

::: LEIA TAMBÉM :::

Um aplicativo para você provar aos seus filhos que o Papai Noel de fato existe

Software ajuda polícia a monitorar atuação das quadrilhas em redes sociais

Dispositivo permite ao consumidor pedir pelo drive thru e pagar como pedágio

Venda de maconha para fins recreativos cria fila de empreendedores

Perdeu alguma coisa? Dispositivo coloca seus amigos para procurar o objeto

Empresa cria aparelho que permite a pessoa com deficiência grave voltar a andar

Leo escolheu aprender. E por esses dias lançou o primeiro resultado desse aprendizado: trata-se de um aplicativo que estimula a carona solidária que se chama Trees for Cars, disponível para smartphones que usam o sistema IOS (Apple) e Android).

Tudo o que sabemos sobre:
aplicativocaronamendigoUSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.