Divulgação
Divulgação

Mauricio de Sousa vai organizar acampamento de verão com personagens da Turma da Mônica

Projeto é feito em parceria com o Acampamento Nosso Recanto (NR); primeira turma será em janeiro de 2015

Marcelo Osakabe - Estadão PME,

07 de outubro de 2014 | 15h26

 Passar as férias na companhia dos personagens da Turma da Mônica pode ter sido o sonho de infância de muitos adultos. Mas só agora o seu criador Mauricio de Souza resolveu tirar a ideia do papel. O projeto é levar crianças de 6 a 12 anos para o acampamento Nosso Recanto (NR) em Sapucaí Mirim (MG), no começo de janeiro do ano que vem.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Segundo Mauro de Sousa, filho de Mauricio, o projeto está em fase experimental e quer primeiramente fechar uma turma de 200 crianças neste início. O valor de cada inscrição é de R$ 1.350. Caso a procura seja maior, o NR separou mais duas datas ainda em janeiro. “Mal começamos a divulgar e já houve gente querendo se inscrever”, diz Mauro. 

A Mauricio de Sousa Ao Vivo, braço do grupo que cuida também dos shows e espetáculos com os personagens licenciados, acredita que esta nova frente de negócios possa responder por 2,5% do seu faturamento já no próximo ano.

A iniciativa surge num momento em que Mauricio de Sousa luta para diversificar seu portfólio e enfrenta problemas para deslanchar a principal iniciativa nesse sentido: o projeto do novo Parque da Mônica. 

Fora do Shopping Eldorado desde 2010, o parque de diversões focada no público infantil tinha previsão de ser reinaugurado ainda este ano, mas vai atrasar por conta de problemas no andamento do Shopping Nova 25 de Março, na Marginal Pinheiros, local onde estava previsto o seu retorno. 

Para piorar, agora Mauricio de Sousa sequer tem convicção se vai ou não esperar pelo término da obra do centro comercial, que também iria abrigar a produtora Maurício de Sousa, hoje na Lapa . O deslocamento até a Marginal Pinheiros é considerado um problema.  “Os funcionários da empresa quase fizeram um motim para a gente não mudar para lá por causa disso”, brinca o cartunista.

A justificativa de Mauricio de Sousa para posicionar a produtora próxima ao parque passa por organizar visitas guiadas dos interessados na historia da personagem que completou 50 anos em 2013. Ele afirmou já contar com investidores para esta nova empreitada.

Segmento. O setor de acampamentos de férias é bem menos desenvolvido no Brasil que em outros países da Europa e América do Norte. “Somente nos Estados Unidos, a associação dos acampamentos tem mais de cem mil empresas. No Brasil somos 16 filiados à Associação Brasileira de Acampamentos Educativos (Abae)”, explica Marco Vivolo, diretor do NR e um dos conselheiros da entidade. Não há uma estimativa de faturamento para o setor, mas as empresas associadas recebem cerca de cem mil crianças e adolescentes por ano. Até 85% desse movimento, entretanto, se dá durante o período letivo, com escolas levando suas turmas para alguns dias de atividade extracurricular.

Outra marca infantil que aposta na sua popularidade junto às crianças para fazer acampamentos de férias é o Sítio do Pica Pau Amarelo. O negócio é tocado ela empresária Carla Pepe, que se juntou a um grupo de investidores para licenciar a marca e montar uma réplica do sítio em Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo. O empreendimento teve a consultoria do curador da família de Monteiro Lobato, e no início era voltada apenas para grupos escolares. Como a demanda se mostrou interessante, eles começaram a organizar também acampamentos de férias em janeiro e julho. “Principalmente para crianças de até seis a oito anos de idade, que vêm acompanhadas pelos pais”, afirma Carla. 

A empresária não revela números, mas afirma que o negócio fundado no final de 2011 dobrou de tamanho em 2013. A procura pelo acampamento de férias procura foi o suficiente para o Sítio também abrir uma data especial para este final de semana do Dia das Crianças. Todos os 25 apartamentos já estão completos.

Tudo o que sabemos sobre:
Turma da Mônica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.