Daniel Taylor/Crazy Egg
Daniel Taylor/Crazy Egg

'Marketing digital inteligente não requer necessariamente grande investimento'

Conhecido como "Rei dos Virais", blogueiro americano e especialista em marketing digital Neil Patel participará de evento no Brasil

Alessandro Lucchetti, Especial para o Estadão

29 de junho de 2017 | 06h56

Neil Patel, criador da ferramenta Crazy Egg, que analisa todos os passos de um usuário em um site, já era relativamente conhecido no País pelos iniciados em marketing digital. Mas em poucos dias ele alastrou ainda mais sua fama publicando na internet fotos de personalidades perguntando "Quem é Neil Patel?". A disseminação da hashtag #quemeneilpatel acabou por torná-lo identificado, no Brasil, como "rei dos virais". Não satisfeito, decidiu investir no Brasil num momento de brutal recessão, estabelecendo uma filial da Crazy Egg, que oferece consultoria de marketing digital para pequenas e médias empresas. Patel vai participar do evento "Empreenda sem Fronteiras". Suas palestras estão marcadas para os dias 7, 8 e 9 de julho, no Transameria Expo Center. A seguir, trechos da entrevista.

Como conseguiu se tornar um blogueiro tão conhecido aos 21 anos de idade?

Não foi fácil, disto tenho certeza.  Eu percebi a importância do marketing digital quando montei, ainda adolescente, um website e fracassei. Aos 16 anos, simplesmente havia concluído que ter um website era o suficiente e que as pessoas iam me dar seu dinheiro. É claro que a realidade não foi essa. Contratei uma empresa para impulsionar o marketing da minha e ela não foi capaz de me entregar qualquer resultado. Decidi, então, aprender marketing digital sozinho e testar esse aprendizado. Uma vez entendidos os pressupostos básicos da condução de tráfego de websites (aprendo rápido), comecei a chamar empresas Califórnia afora e lhes ofereci meus serviços gratuitamente. Disse-lhes que só precisariam me pagar se eu entregasse resultados. Pouco tempo depois eu estava entregando grandes resultados e recebendo milhares de dólares mensais por contribuir para o crescimento dos negócios online de empresas milionárias. Foi muito excitante para um garoto ainda no ensino médio e esse trabalho se tornou minha paixão. Queria dividi-la com outros e comecei a bloggar a respeito. 

O que pode nos dizer a respeito das estratégias que construiu para criar e manter uma expressiva audiência de seguidores fiéis?

Estou frequentemente ouvindo meus seguidores e me comunicando com eles. Sei em quais áreas têm problemas e crio conteúdo que vai contribuir para que aprendam. Tenho consistentemente bloggado a respeito de marketing digital ao longo de toda a minha vida adulta, e é por isso que as pessoas esperam conteúdo de alta qualidade de mim. Ao conceber meus artigos, meu principal objetivo é ensinar-lhes uma lição e ajudá-los a aprender a produzir um marketing melhor. Eu não publico artigos por publicar. Crio conteúdo para ajudar pessoas.

Como o sucesso de sua atividade de blogueiro contribuiu para o sucesso de seus negócios?

Não fosse por minha atividade de blogueiro, não creio que nenhum de meus negócios seria tão bem-sucedido como é. Tocar negócio com um blog é uma necessidade. Todas as empresas devem bloggar. Muitas delas o fazem, mas a maior parte dessas o faz de forma errada. Falam a respeito de si mesmas no blog, ou a respeito de seu produto. Não é esse o caso. Em vez disso, você deve criar conteúdo que vai atrair organicamente pessoas que estão procurando por respostas no Google. Se você entender o alvo de seu negócio e suas dores, você pode criar conteúdo que vai responder suas dúvidas e resolver seus problemas. Esse é o objetivo do inbound marketing e um grande blog é chave para qualquer estratégia de inbound.

Como você conseguiu, tão jovem, construir tanta credibilidade a ponto de grandes empresas requisitarem seus serviços?

Entreguei resultados num momento em que muitas pessoas no meu campo de atividade não os entregavam. E para tornar essa oferta ainda melhor aos meus clientes, eu fazia essas entregas e trabalhava gratuitamente. A maior parte das empresas/agências com as quais competia cobrava dinheiro para talvez entregar resultados. Uma vez que comecei a precocemente construir uma reputação de entregador efetivo de resultados (caso não entregasse não teriam que me pagar), essa fama se disseminou rapidamente. E uma vez que me tornei capaz de ganhar milhões de dólares extras para as empresas graças ao trabalho que fazia, as referências rapidamente se espalharam e o contato que fazia para oferecer meus serviços se tornou desnecessário. Elas passaram a vir a mim.

Por que decidiu fazer esta investida no Brasil?

Palestrei num evento da Hotmart chamado FIRE, em 2015, e amei a experiência de forma absoluta. Nunca havia de fato aventado a hipótese de expandir minha marca para fora do mundo anglófono até o FIRE. No evento encontrei um monte de empreendedores apaixonados e marqueteiros digitais e alguns deles se ofereceram para traduzir meu conteúdo gratuitamente para o português. A princípio recusei porque nem estava pensando em fazer aquilo. Mas eles acabaram por me convencer que era uma grande ideia e estou muito feliz por ter sido convencido. São caras que ainda estão trabalhando comigo e tocam meu negócio de consultoria no Brasil. Agora visito o Brasil por cinco ou seis vezes ao ano para falar em eventos e proferir palestras/workshops corporativos. A experiência tem sido tão positiva que a transportei para o espanhol e alemão e talvez a leve a outros mercados. Tudo começou com minha primeira viagem inspiratória ao Brasil e a paixão/dedicação dos empreendedores que encontrei em Belo Horizonte.

Como as pequenas e médias empresas brasileiras devem investir em marketing digital, num momento em que o País enfrenta uma crise severa?

Marketing digital inteligente não requer necessariamente um grande investimento. Claro que uma companhia que esteja planejando ou criando uma estratégia de marketing digital vai precisar investir algum dinheiro, mas não é nada que se compare ao investimento dessas companhias com mídia tradicional. Se você encontrar as pessoas certas para trabalhar em sua equipe ou os consultores apropriados para ajudá-lo a construir uma estratégia digital efetiva, você terá um retorno expressivo para o seu investimento. E, sendo completamente honesto, iniciar esse processo agora no Brasil  em crise é o movimento mais inteligente que você pode fazer. Nem todas as companhias estão empregando estratégias digitais no Brasil e muitas das empresas que estão trabalhando com o digital neste momento não o fazem tão bem como poderiam, portanto agora se tem a oportunidade de abrir uma vantagem nessa competição e preparar sua companhia para um grande crescimento futuro. A chave para o marketing digital é estratégia inteligente com foco em resultados de longo prazo.

Que tipo de coisas os empreendedores devem e quais não devem fazer em marketing digital?

Todos os empreendedores devem aprender a respeito de marketing digital tudo o que for possível. Marketing de conteúdo, SEO, otimização de conversão, abastecimento de leads, email marketing, social media marketing, etc. Todas essas são estratégias muito importantes que podem contribuir para o crescimento de um negócio. Digo que empreendedores e proprietários de negócios devem aprender sobre isso porque muita gente deposita fé cega na contratação de pessoas ou agências para fazer todo esse trabalho por eles. Há agências e consultores fantásticos por aí que podem ajudar? Claro. Mas um dono de negócio deve entender os conceitos básicos de marketing digital para que possam acompanhar suas estratégias e aprender a enxergar os sinais de crescimento/fracasso.

Você perdeu quase um milhão de dólares num investimento  em hospedagem na rede. O que você aprendeu com essa experiência?

Aprendi que até mesmo más experiências são necessárias para o crescimento em negócios. É claro que foi um momento terrível na minha vida, mas aprendi tanto a respeito de trabalho em equipe, execução, gerenciamento de tempo, gerenciamento de equipe e outros assuntos que ao final foi uma experiência valiosa. Obviamente, quando a perda de dinheiro ocorre, isso não e é bom e você se sente mal. A coisa mais importante que aprendi com essa perda é que você precisa das pessoas certas na sua equipe para a execução. Você pode ter a melhor ideia do mundo, mas se você não executá-la, ninguém saberá a respeito dela. No mundo dos negócios, você não consegue prosperar por si só. Você pode ter uma ideia brilhante, mas se você não a transformar em ação, não prosperará.

Você lê jornais impressos?

Todo santo dia. Embora seja muito "digital" no meu trabalho e nas minhas paixões, eu ainda amo manusear um jornal de verdade e virar as páginas. Estou muito interessado nos eventos presentes e na economia - todos os marqueteiros deveriam estar. Se você entende o que se passa no mundo e na economia, terá uma vantagem expressiva ao tocar sua atividade no marketing porque saberá se conectar com as pessoas de forma mais efetiva.

 

Tudo o que sabemos sobre:
EmpreendedorismoMarketing

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.