Reprodução
Reprodução

Jogo para cães deixa os animais ocupados quando os donos não estão em casa

Apoiadores do projeto no site de financiamento coletivo começam a receber o produto em junho

04 de junho de 2014 | 07h00

Pensando nos momentos em que os cães ficam sozinhos em casa, os jovens Leo Trottier e Dan Knudsen criaram um aparelho para entretê-los enquanto os donos não chegam para brincar. De acordo com o site Springwise, plataforma criada para captar e replicar boas ideias de empreendedorismo ao redor do mundo, o CleverPet funciona como uma ferramenta educacional, ao mesmo tempo em que mantém os cães entretidos.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

No formato de um prato, o aparelho tem três botões de LED e oferece um petisco de ração como recompensa conforme o cachorro vai cumprindo tarefas simples. Primeiro, oferece um petisco por nada, apenas para chamar a atenção. Em seguida, o cão precisa apertar qualquer um dos botões com a pata ou o nariz para receber a recompensa. Já na terceira etapa, precisa tocar um botão específico que estiver aceso.

“Quando você recompensa um animal por fazer algo específico, é provável que ele faça isso novamente”, diz o co-fundador do CleverPet, Dan Knudsen. Segundo ele, dois fatores que explicam como o CleverPet funciona são a repetição e a coerência.

Conforme os níveis vão avançando, o sistema eleva o nível dos desafios e requer interações mais complexas para que a tarefa seja cumprida. O aparelho, que tem microfone embutido e pode gravar a voz do dono e escutar os latidos do cachorro, também usa comandos como 'direita' e 'esquerda'.

Atualmente buscando financiamento no site Kickstarter, o CleverPet se conecta à internet via WiFi e possibilita que os donos acompanhem por um aplicativo no celular o que seus cães estão fazendo. Ele também permite um modo de jogo online com outros jogadores, colocando cães uns contra os outros e criando um ranking de liderança.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.