Reprodução
Reprodução

iPad conecta mães e recém-nascidos internados na Unidade de Tratamento Intensivo

Programa foi criado por centro médico de Los Angeles e mães podem checar e interagir com bebês

ESTADÃO PME,

09 de maio de 2013 | 13h00

A tecnologia tem ajudado mamães e bebês a criarem um vínculo mesmo com o recém-nascido internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, criou um programa chamado BabyTime que permite que a mãe que fez uma cesariana ou teve dificuldades durante o parto possa acompanhar a evolução do recém-nascido internado por meio do iPad.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Quando o bebê é encaminhado para a UTI, o centro médico posiciona um iPad ao lado da incubadora e entrega outro aparelho para a mãe. De acordo com o site Springwise, dedicado às novidades no campo da inovação pelo mundo, por meio de uma conexão segura, a mãe pode interagir com o filho. Outra possibilidade é fazer perguntas para médicos e enfermeiras durante o tratamento na UTI. A conexão é permitida duas vezes por dia.

Rachel Little, foi uma das primeiras pacientes a testar o serviço. "Mesmo que eu não podia segurá-la, ela parou de chorar quando me ouviu falar com ela", disse ao Springwise. A estimativa do centro médico é que entre 20% e 30% das mães que fazem uma cesariana não se sentem bem o suficiente para andar do quarto até a UTI durante as primeiras 24 e 48 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.