Pixabay
Pixabay

Intenção de gasto na Black Friday cai 2%

Gasto médio pode cair para R$ 1.071; previsão é de aumentar a vendas de TV em razão da Copa do Mundo de 2018

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2017 | 18h21

Nesta segunda-feira, 13, o Google divulgou dados referentes à intenção de compra dos consumidores brasileiros para a Black Friday, no próximo dia 24. Apesar da intenção permanecer estável, se comparada ao índice de 2016, o gasto médio dos internautas deve sofrer uma pequena redução de 2%, ficando com uma média de R$ 1.071.

Dos 87% dos entrevistados que pretendem abrir a carteira e comprar algo na data, 31% pretendem realizar tanto a pesquisa quanto a transação via smartphones ou tablets. No ano passado esse índice foi de 22%, o que reforça ainda mais essa mudança nos hábitos de consumo.

Outro ponto interessante também se refere ao comportamento desses consumidores. A intenção de pesquisar antes de compra se manteve: 9 em cada 10 pretendem ver mais de uma opção. Desses, 56% declaram que vão usar a busca para encontrar as melhores ofertas. Em 2016 eram 53% e em 2015 essa porcentagem era ainda menor, na ordem de 48%.

No quesito produtos de interesse, os eletrônicos e eletrodomésticos ainda lideram o ranking como preferidos: 65% das pessoas pretendem comprar algum tipo de produto dessas categorias na próxima edição. Dentro desse setor um item que se sobressai são as TVs de tela fina, um provável resultado da Copa do Mundo de 2018. Em 2016, 22% afirmaram que comprariam o item na data. Agora 25% têm essa vontade.

Roupas e calçados seguem em segundo lugar no ranking de preferência, com 47%. Mas o destaque desta edição da pesquisa são as fragrâncias e perfumes. A intenção de compra desses produtos cresceu 4% no comparativo com o ano passado. Outro produto que sofreu um aumento considerável foram os medicamentos, suplementos e vitaminas: 3% superior a média de 2016.

 O Google ouviu 1.211 internautas de 18 a 55 anos das principais regiões do País das classes A, B e C.

Tudo o que sabemos sobre:
Black Friday

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.