Inflação em SP acelera por alta de alimentos e roupas

Preços do grupo Alimentação passaram de alta de 0,25%em julho para 0,57%

Estadão.com.br,

17 de agosto de 2011 | 13h42

A inflação ao consumidor em São Paulo acelerou na segunda semana de agosto, puxada pela alta dos preços de alimentos e vestuário.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de São Paulo subiu 0,41% na segunda quadrissemana de agosto, ante alta de 0,33% na primeira quadrissemana, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta quarta-feira.

Os preços do grupo Alimentação passaram de alta de 0,25%em julho para 0,57%. Os de Vestuário registraram alta de 0,53%, após queda de 0,25 por cento na semana anterior.

Os outros componentes tiveram altas menos pronunciadas. Os custos de Transportes diminuíram o ritmo de alta de 0,15% 0,10%. Os preços de Despesas Pessoais passaram de avanço de 0,27% para 0,17%, enquanto a alta de Educação passou de 0,15% para 0,14%e a de Habitação foi de 0,53% para 0,49%.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos. O dado da segunda quadrissemana mediu os preços de 16 de julho a 15 de agosto.

(Reportagem de Silvio Cascione)

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.