Inflação em SP acelera, alimentos e transportes sobem

IPC subiu 0,30% em julho, ante oscilação positiva de apenas 0,01 por cento em junho

Estadão.com.br,

04 de agosto de 2011 | 13h44

A inflação ao consumidor de São Paulo acelerou em julho, já que os preços de alimentos e transportes passaram de queda no mês anterior para alta agora.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,30 por cento em julho, ante oscilação positiva de apenas 0,01 por cento em junho, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), nesta quinta-feira.

Os preços do grupo Alimentação subiram 0,21 por cento em julho, depois de caírem 0,58 por cento em junho. Os de Transportes avançaram 0,25 por cento agora, ante queda anterior de 0,90 por cento.

Os preços dos alimentos estão devolvendo as fortes altas que registraram recentemente. Parte desse movimento deve-se às commodities e também à normalização de oferta de alguns produtos internamente. Os combustíveis vinham em queda com a safra da cana-de-açúcar, mas voltaram a subir.

Os custos de Habitação também tiveram variação maior, passando de alta de 0,35 por cento em junho para 0,45 por cento em julho.

Já os preços de Despesas pessoais subiram menos, em 0,53 por cento agora, contra 0,74 por cento antes. Os de Vestuário caíram, em 0,77 por cento, depois de subirem 1,14 por cento no mês anterior.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.