Inadimplência dos consumidores reforça sinais de esgotamento

Endividamento do consumidor deve diminuir. Inadimplência das empresas não segue mesma trajetória

Estadão PME,

17 de agosto de 2011 | 12h38

A intensidade e a duração do período de crescimento do endividamento dos consumidores devem diminuir, segundo dados do indicador de perspectiva de inadimplência da Serasa Experian. O indicador, que tem a propriedade de antever os movimentos cíclicos da inadimplência com seis meses de antecedência, apontou que ela cresceu 0,3% entre os consumidores em junho de 2011, o que representa a menor variação dos últimos 11 meses.

::: LEIA TAMBÉM :::

:: Volume de crédito tomado por empresas cresce ::

:: Desenbolso do consumidor com juro já supera R$ 85 bi ::

:: Juros cobrados de empresas são os mais altos ::

Segundo a Serasa, a inadimplência dos consumidores deve diminuir por causa do ritmo da inflação mais brando, da rodada de renegociações salariais de importantes categorias profissionais no segundo semestre, do patamar baixo de desemprego e o crescimento mais moderado do endividamento dos consumidores.

Empresas

A inadimplência das empresas não seguirá o mesmo ritmo dos consumidores. O crescente índice de endividamento delas deve manter uma trajetória de elevação. De acordo com dados da Serasa Experian, a perspectiva da inadimplência das empresas cresceu 1,7% em junho, o que representa o oitavo crescimento mensal consecutivo. Segundo a Serasa, o comportamento recente sinaliza que o endividamento das empresas deve manter o crescimento no segundo semestre de 2011.

Os sinais visíveis de desaceleração do ritmo do crescimento econômico –sobretudo no setor industrial– , e os juros mais elevados, tendem a pressionar o caixa das empresas, colocando dificuldades à concretização dos seus pagamentos em dia. De acordo com economistas da Serasa, outro motivo para o crescimento da inadimplência seria a deterioração do quadro externo, o que   impacta especialmente nos setores mais expostos à dinâmica do comércio internacional.

Tudo o que sabemos sobre:
InadimplênciaConsumidorEmpresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.