André Conti/AE
André Conti/AE

Inadimplência das empresas cresce quase 19% nos quatro primeiros meses do ano

Boa notícia é que houve queda de 9,5% entre março e abril deste ano, o que sinaliza um futuro mais promissor

ESTADÃO PME,

29 de maio de 2012 | 08h37

 A inadimplência das empresas nos quatro primeiros meses do ano cresceu 18,7% em comparação com igual período de 2011. A análise é da Serasa Experian, que divulgou os dados nesta terça-feira, dia 29. Na comparação entre abril de 2012 e o mesmo mês do ano passado, o avanço chega a 11,8%.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A boa notícia é que a inadimplência recuou em abril deste ano na comparação com março. A queda é de 9,5% e trata-se do maior recuo, neste período analisado, desde 2007. Na oportunidade, a queda foi de 11,1%.

De acordo com os economistas da entidade, alguns setores já se beneficiam dos juros mais baixos no crédito. Porém, o efeito das medidas de apoio divulgadas pelo governo ainda não são suficientes. Além disso, a crise global da economia ainda impactam os negócios - há redução das exportações e do crédito externo, quando necessário.

Ainda de acordo com o mesmo levantamento, as dívidas de empresas com bancos atingiu um valor médio de R$ 5,2 mil - 4,2% maior em relação ao acumulado entre janeiro e abril do ano anterior.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.