Hotmart entra para a lista de 'Empreendedores Endeavor'

Empresa de Minas Gerais foi selecionada em painel realizado no mês de junho em Milão

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2018 | 19h23

Plataforma de distribuição de conteúdo para empresas que tem entre seus produtos a hospedagem e venda de cursos online, a Hotmart foi aprovada no 80º International Selection Panel (ISP),  última etapa do processo seletivo de ‘Empreendedores Endeavor’, que ocorreu no dia 29 de junho, em Milão, na Itália.

O Estadão PME conversou com um dos fundadores da empresa, João Pedro Resende, sobre as expectativas para o negócio depois da aprovação na Endeavor.

Como foi participar da seleção e quais são as expectativas depois da aprovação para o negócio?

Foi um processo bastante criterioso ao longo de um ano que, além de nos avaliar como empreendedores, também nos proporcionou excelentes oportunidades de aprendizado, nos colocando em contato com alguns dos maiores empreendedores do País. Independentemente dos benefícios que temos de agora em diante por fazermos parte da Endeavor, todo o processo foi muito enriquecedor. As expectativas são de continuar com o crescimento exponencial que a Hotmart vem conseguindo, porém tenho certeza de que agora podemos avançar ainda mais rápido e com menos erros. Aprender com quem já fez algo que você está fazendo neste momento tem valor imensurável.

Vocês já empreenderam antes de fundarem a Hotmart e a empresa não decolou. Em que esta experiência difícil contribuiu para a abertura de um outro negócio?

Criamos uma empresa de aplicativos móveis em 2004, mas nossas ideias estavam um pouco à frente da tecnologia e infraestrutura disponíveis na época. Pivotamos esta empresa, mas cometemos outros erros que levaram ao fechamento do negócio dois anos e meio depois. Além de observar o timing correto do mercado para lançar algo inovador, um dos principais aprendizados desta época foi não delegar algo que é core business da nossa empresa. Na ocasião, terceirizamos a parte comercial e marketing da empresa e as consequências desta decisão levaram ao fim do negócio.

A startup de educação Quero Educação também foi selecionada no painel. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.