André Conti/AE
André Conti/AE

Governo pretende emprestar R$ 3 bilhões para microempreendedores até 2013

Recursos estão disponíveis em instituições financeiras como a Caixa Econômica e o Banco do Brasil

ESTADÃO PME,

04 de abril de 2012 | 08h10

 O governo federal anunciou esta semana que pretende emprestar R$ 3 bilhões, até 2013, por meio do Crescer, programa do governo federal cujos recursos são administrados por quatro instituições financeiras: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google+ ::

O programa atende microempreendedores individuais, microempresas que faturam até R$ 120 mil por ano e até mesmo empreendedores informais. Os valores disponíveis para crédito oscilam entre R$ 100 e R$ 15 mil - o dinheiro deve ser usado prioritariamente para capital de giro ou investimento no negócio.

O interessado pode negociar o prazo de pagamento com os bancos que operam essas linhas de financiamento e as taxas de juros giram em torno de 8% ao ano. A difrerença do Crescer para para outros meios de financiamento é o relacionamento direto dos bancos com os empreendedores. Mesmo depois de receber o emprestimo, o empreendedor continua a receber orientações sobre a melhor maneira de usar esses recursos.

"Ajudamos o empreendedor a analisar se, dentro de uma gestão financeira adequada, o acesso ao endividamento pode ser bom para o negócio. Se o empresário não tem uma boa gestão financeira e estratégica, não tem crédito que resolva", afirmou Carlos Alberto Santos, diretor-técnico do Sebrae.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.