Estadão
Estadão

Governo lança programa para incentivar contratação de aprendizes entre PMEs

Meta de Pronatec Aprendiz é disponibilizar 12 milhões de vagas até 2018

Renato Jakitas, O Estado de S.Paulo,

11 de fevereiro de 2015 | 20h20

O governo federal anunciou nesta quarta-feira a criação de um programa para incentivar a contratação de jovens aprendizes pelas pequenas empresas. Batizado de Pronatec Aprendiz, o convênio firmado entre a Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE) e o Ministério da Educação (MEC) vai criar e desenvolver cursos de formação e qualificação para jovens trabalhadores, além de módulos de gestão de negócios para capacitação de micro empreendedores (MEI).

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O plano é disponibilizar 12 milhões de vagas até 2018. Oferecido nacionalmente, a meta é inaugurar o processo de formação ainda em 2015.

Basicamente, as pequenas empresas serão dispensadas de efetuar diretamente a matrícula do jovem no curso, que será custeada pelo programa. O aprendiz contratado receberá salário mínimo hora da empresa, com expediente limitado entre 4 e 6 horas diárias, e terá vínculo empregatício, com anotação na Carteira de Trabalho e Previdência Social.

"Queremos suprir as deficiências e as dificuldades de acompanhamento de aprendizes, sobretudo de MPEs, e para isso, o governo vai arcar com os custos desses estágios através do Pronatec", afirmou o ministro Guilherme Afif Domingos.

Segundo ele, o programa já obriga que médias e grandes empresas tenham de 5% a 15% de seus funcionários contratados pelo Pronatec. No caso das MPEs, a contratação será voluntária.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.