Fungo se torna insumo para peças futuristas
Fungo se torna insumo para peças futuristas

Fungo 'domesticado' produz mobília biodegradável nos EUA

Fungo alimentado por farelo de aveia e gesso cresce rapidamente e se transforma em estrutura para sofás e camas futuristas

Estadão PME,

18 de janeiro de 2016 | 07h04

A procura das startups por matérias-primas sustentáveis acaba de ganhar um capítulo que parece retirado de um filme de ficção científica. 

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

 

Um grupo de designers reunidos em torno de uma organização não-governamental chamada Terreform descobriu uma forma de domar uma família de fungos e fazerem com que eles trabalhem com um objetivo definido. Assim, os microrganismos já produzem estruturas complexas, como móveis ou peças de decoração.

Os pesquisadores desenvolveram um método para que uma família de fungos assexuados da classe Mycelia Sterilia cresçam rapidamente dentro de moldes pré-fabricados. Alimentado por farelo de aveia e gesso, Esse microrganismo preenche todo o molde e transforma-se na estrutura, por exemplo, de uma mobília futurista, um sofá contemporâneo ou o leito de um hospital biodegradável.

Concentrados em Nova York, os estudiosos esperam, agora, que a tecnologia se transforme em uma alternativa para designers que atualmente empregam insumos sintéticos ou plásticos em suas criações.

Os interessados podem entrar em contato com os pesquisadores pelo e-mail info@terreform.org ou conhecer o projeto no site, aqui.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Empreendedorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.