Fundador da Mr. Beer conta como funciona a venda de cervejas artesanais no Brasil

Com 50 lojas, ele explica o funcionamento da rede e da liberdade dada aos funcionários para beber dentro da empresa

Renato Jakitas, O Estado de S. Paulo

16 de junho de 2016 | 09h59

Com 30 anos de idade, Fabiano Wohlers aplicou R$ 1 milhão do próprio bolso para começar a operação da Mr. Beer, loja que venda cervejas artesanais importadas e nacionais.

Hoje, ele tem uma rede de franquias com 50 unidades, número que está em queda devido ao enxugamento da operação. "O dólar subiu muito e nosso mercado sentiu. A gente aproveitou para enxugar a operação e ficar com os parceiros que realmente querem crescer", diz.

O Estadão PME esteve no escritório da empresa, no bairro da Aclimação, zona sul da capital. Lá, em um ambiente informal, ele toca o negócio com geladeiras repletas de cervejas e uma churrasqueira no quintal, onde diz que promove encontros com a equipe. "A gente poderia estar em um escritório na região da Avenida Faria Lima ou aqui, nesse ambiente mais descontraído. Os funcionários escolheram essa opção", conta.

Assista a entrevista abaixo. 

Tudo o que sabemos sobre:
Mr. BeerAvenida Faria Lima

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.