Food truck pichado é revitalizado por artistas

Há um mês, um dos três veículos do empresário foi pichado nas ruas de Lisboa

Vivian Codogno, O Estado de S. Paulo,

26 de março de 2015 | 15h21

O empresário português Filipe Botto é só sorrisos diante do seu novo furgão utilizado para vender o iogurte grego caseiro da marca Yonest pelas ruas de Lisboa após transformá-lo em "uma obra de arte urbana". O empreendedor trabalha há pouco mais de um ano comercializando o produto de forma itinerante pelas ruas da capital portuguesa e, em fevereiro, se deparou com uma pichação em um dos seus três furgões.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história

Sem saber o que fazer diante da situação, o empresário convidou artistas plásticos da cidade a fazerem criações livres sobre o automóvel vandalizado. O resultado  não poderia ser melhor para Felipe. No último fim de semana, seu trailer foi revitalizado por artistas do Village Underground, um espaço de coworking dedicado o fomento de atividades artísticas em Lisboa.

"Foi uma boa resposta ao vandalismo. Os artistas se colocaram ao nosso lado e fizeram uma obra de arte inspirada no momento. Foi uma espécie de segunda metamorfose, a lagarta virou borboleta", explica Filipe. "Os artistas participantes me perguntaram se eu queria saber o que fariam, e eu disse que não. Confiei na intuição deles", se diverte.

A proposta empolgou tanto que a ideia é fazer novas intervenções ao longo do ano. Após o período, o empresário pretende organizar uma exposição com todas as facetas assumidas pelo seu furgão durante o período. A próxima deve ser daqui a três semanas.

O trailer, que até então funcionava mesmo com a pichação, passou a chamar a atenção de curiosos e de pessoas que tomam conhecimento da história e saem em busca do veículo. "O episódio trouxe mais notoriedade para o nosso produto. Ganhamos certa admiração do mercado sem sermos agressivos. Apenas dissemos não ao vandalismo, e sim à arte", reflete Filipe.

Mas, a má notícia chegou ontem para o vendedor de iogurte, quando descobriu que mais um caminhão seu fora vandalizado. Desta vez, a pichação resultou em um "rosto amarelo" na carroceria, e o empresário ainda não sabe como vai proceder desta vez. "Talvez alguém tenha pensado em se aproveitar do momento. Sendo muito honesto, quem trabalha nas ruas está sujeito a essas situações, corremos esse risco. O que sabemos é que essa será uma novela com muitos capítulos. Temos mais um para resolver", relata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.