Ferramentas mais simples à vista

Ferramentas mais simples à vista

Bancos fazem ajustes para facilitar acesso de empresários a transações no site e app

O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2018 | 23h10

Em busca de rapidez e comodidade, muitos bancos fizeram atualizações – grandes ou pequenas – em seus sistemas de pagamento e recebimento. A tendência é que a ferramenta, que administra as transações quando uma empresa recebe valores ou precisa pagar por serviços ou salários, por exemplo, fique mais integrada aos aplicativos para celular.

Muitas mudanças vêm na forma de ajustes na interface online ou na redução do número de cliques, por exemplo. Alguns bancos permitem até que o empresário aprove os lançamentos à distância, por meio do app, depois de um funcionário preencher as informações necessárias com outro login.

Qualidade do serviço e agilidade no atendimento estão entre os critérios mais valorizados pelas pequenas e médias empresas em Sistema de Pagamento. Conforme a tendência do setor financeiro, a pesquisa mostra queda na satisfação também nessa categoria em relação a quase todos os bancos.

No Itaú, integração de funções com mobile

Integração é a palavra mais importante para o Itaú em relação a sistemas de pagamento e recebimento. Na primeira colocação na categoria, com 74 pontos, o banco tem se empenhado em incluir esses serviços no smartphone.

Entre os fornecedores avaliados, o banco foi o único a ter pequena alta no índice, de três pontos, em relação a 2017. “Todos os serviços de pagamento e recebimento estão disponíveis na internet e a maioria já está no mobile também”, diz o diretor de Produtos e Empresas do Itaú, André Daré. 

Uma das ferramentas em que o banco mais tem investido é um sistema que avisa por SMS e e-mail sobre as etapas do recebimento ou do pagamento. Na emissão de um boleto, exemplo, o cliente é avisado que o documento está disponível para ser pago. Se há atraso na quitação também.

Outra funcionalidade recente é a aprovação de transações, quando um funcionário fica responsável por preencher os dados. Nesse caso, geralmente é o dono do negócio que recebe um aviso no celular para autorizar o pagamento.

Melhorias no portfólio e no acesso

Primeiro colocado em objeto de desejo, com 22% das citações, o Bradesco ficou em segundo no índice de satisfação, com 68 pontos. O banco informa que ampliou o portfólio de serviços e melhorou o atendimento e acesso ao sistema. “A jornada tem de ser fácil e simples para o empreendedor. Deve precisar de poucos cliques para cadastrar um boleto de cobrança, pôr um cheque em custódia e pagar contas”, afirma o vice-presidente do Bradesco, Josué Augusto Pancini. “Dado o investimento realizado e as melhorias implementadas, em linha com as necessidades dos nossos clientes, a expectativa é de evolução nos índices de satisfação”, diz o executivo.

Logo atrás, com 66 pontos, o Santander aposta em adaptar seu serviço à organização interna e ao tamanho do cliente. O sistema tem diferentes níveis de segurança para usuários, o que permite que funcionários autorizados façam as operações em empresas médias.

O banco também fez reformas na interface. “A gente tem investido em melhorar a experiência do usuário. Há mais fluidez, menos cliques e informações mais fáceis de entender”, diz o superintendente executivo do segmento PME no banco, Alexandre Teixeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.