Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

Feira para o empreendedor deve movimentar R$ 5,6 milhões

Evento começa neste sábado em SP e espera reunir 85 mil visitantes interessados em pequenos negócios

Gisele Tamamar, Estadão PME,

07 de fevereiro de 2015 | 07h00

A vontade de abrir ou melhorar o negócio próprio deve atrair 85 mil pessoas à Feira do Empreendedor do Sebrae-SP, que começa neste sábado, 7, e segue até terça-feira, em São Paulo. A expectativa é que a quarta edição do evento movimente R$ 5,6 milhões em negócios, 15% a mais do que o registrado no ano passado.

::: Saiba tudo sobre :::

Mercado de franquias

O futuro das startups

Grandes empresários

Minha história 

O sucesso da última edição, que atraiu 82 mil pessoas, 50% a mais do que a feira anterior de 2012, fez com que o evento passasse a ser anual em vez de realizado a cada dois anos. "O número de pré-inscritos está 15% maior que no ano passado", afirma Eduardo Pugnali, gerente de inteligência de mercado do Sebrae-SP.

Pugnali afirma que a organização da feira em um momento de incertezas econômicas cria duas expectativas distintas. A primeira envolve quem já tem uma empresa e busca capacitação para manter o negócio saudável com palestras e orientações individuais. O evento atrai ainda quem sonha em empreender para complementar a renda ou mudar de vida.

Segundo o gerente do Sebrae-SP, mais da metade dos visitantes da feira pensam em abrir um negócio nos próximos 24 meses. "Apesar dos riscos, empreender ainda é uma grande alternativa mesmo em um cenário adverso", afirma.

A feira é uma oportunidade para quem busca novos negócios para investir, fazer parcerias ou receber orientação. Há negócios em áreas diversificadas: desde lojas de roupas até startups. O espaço Check-up Empresas, por outro lado, é uma das novidades desta edição e foi ambientado como se fosse uma clínica médica, com poltronas de repouso e até suporte para soro. Lá, os consultores, vestidos de jaleco branco, vão ajudar o empreendedor a fazer um diagnóstico e identificar forças e fraquezas do negócio. Outra atração inédita será o Cine Sebrae, onde trechos de filmes servirão de base para discussões em torno do empreendedorismo.

Os microempreendedores individuais, que são 1,1 milhão em São Paulo, poderão ainda tirar dúvidas e formalizar o negócio. Quem tem dificuldades para conseguir crédito também encontrará na feira uma área dedicada ao tema com a presença das instituições financeiras.

Mas é o espaço dedicado às franquias que costuma ser um dos mais procurados pelos visitantes. Um dos expositores no local será a empresa Nação Verde, que trabalha com lojas e venda direta de suplementos e alimentos naturais, cosméticos não testados em animais e produtos de limpeza que não poluem o meio ambiente.

Está será a segunda vez que a marca participa da feira. "Nesse tipo de ambiente, todas as partes interessadas podem estar lá. Desde um novo parceiro disposto a investir em um novo negócio até possíveis fornecedores", diz o fundador da rede, Ricardo Cruz. A marca conta com 21 lojas e espera abrir mais nove este ano. O investimento inicial varia de R$ 170 mil a R$ 380 mil - o modelo mais caro inclui a operação de um restaurante.

Serviço. A Feira do Empreendedor é realizada no Pavilhão de Exposições do Anhembi, na Avenida Olavo Fontoura, 1.209. A entrada é gratuita e o visitante pode antecipar sua inscrição no site feiradoempreendedor.sebraesp.com.br.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.