Leandro Kenji Sato/Mitu Digital
Leandro Kenji Sato/Mitu Digital

Feira de artesanato com 400 expositores foca o empreendedor

Mega Artesanal, de 2 a 7 de agosto em São Paulo, oferece mais de 10 mil vagas por dia em cursos, a maior parte gratuitos

Marina Dayrell, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2019 | 06h00

O visual não é o de um passeio por uma praça ou museu, comum a muitas feirinhas de artesanato já famosas em São Paulo, mas os 38 mil m² do São Paulo Expo, na zona sul. É lá que o setor do artesanato, já bem representado por lojas físicas, virtuais e feirinhas, vai ganhar holofotes de 2 a 7 de agosto, durante a 15ª edição da Mega Artesanal, uma das maiores feiras de artesanato da América Latina.

Diferentemente de feiras como Mercado Manual e Jardim Secreto, que reúnem de 100 a 200 expositores em suas edições, a Mega Artesanal terá mais de 400 expositores, entre representantes de indústria, lojas e ateliês, de ramos como corte e costura, scrapbooking, biscuit, confeitaria, decoração de festa e patchwork. São esperados 100 mil visitantes.

Para o público, haverá venda de produtos, como pano de prato, bolsas e itens de decoração, mas o evento é organizado para mostrar a cadeia produtiva do artesanato e oferecer capacitação e insumos para os empreendedores. “O foco é vender para quem faz, mas temos um público novo nesse momento de desemprego. O artesanato requer investimento pequeno e tem retorno a curto prazo”, diz a diretora da WR São Paulo, que organiza a feira, Rita Mazzotti.

Os segmentos mais bem representados serão os de patchwork (técnica que une tecidos) e papel. “Tem crescido muito a área de decoração de festas e usa-se muito o papel na produção de forminhas, flores e enfeites”, conta Rita. 

Outro destaque da feira são as 10.000 vagas diárias em cursos, a maioria gratuitos, para mostrar lançamentos e tendências. Entre as opções gratuitas, haverá aulas para criação de embalagens, laços de fita, bonecas de feltro, enfeites de Natal e decoração de bolos. As inscrições são por ordem de chegada.

O artista plástico especializado em arte de papel Vlady Deolindo, do Ateliê do Vlady, é um dos professores. Presente na feira desde sua criação, em 2006, ele estará no estande da Fitas Progresso, ministrando curso de encadernação com fitas. Há 25 anos no ramo, a maioria de seus clientes das lojas física e virtual são conquistados em feiras, conta.

“São nelas que eu encontro as empresas, os clientes e, principalmente, os alunos. Geralmente, saio da Mega Artesanal com a minha agenda de aulas quase lotada”, diz ele, que dá cursos de “paper sculpture”, técnica que permite transformar figuras bidimensionais em trabalhos 3D. Esse ano, ele também participa do evento como curador do Boulevard das Artes, espaço com 15 ateliês decorados para que os empreendedores se inspirem na pluralidade do artesanato brasileiro.

Representante do nicho de decoração, Marcilene Freitas, dona da Carimbo Artes, vende carimbos para artesanato por uma loja virtual e por feiras em todo o Brasil. Mas diz que a Mega Artesanal é quando ela mais fecha negócios.

Incentivo da Prefeitura

Uma das novidades deste ano da feira é uma parceria com o Mãos e Mentes Paulistanas, programa de artesanato e manualidades criado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo em março deste ano. “O projeto pretende valorizar e qualificar empreendedores artesanais e desenvolver o artesanato para promover qualificação e a geração de renda”, diz a secretária da pasta, Aline Cardoso.

Durante a Mega Artesanal, a Prefeitura terá um estande para dar orientações sobre o setor de artesanato aos interessados no programa, além de promover testes de habilidade e uma exposição de produtos selecionados. Quem quiser participar da iniciativa também poderá fazer a sua pré-inscrição no local. Desde a criação do Mãos e Mentes Paulistanas, 700 artesãos já se credenciaram e mais de 2 mil aguardam o teste de habilidade. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.