Faturamento dos shopping centers deve crescer 22% em 2011

Expansão é resultado da maior entrada de capital externo e do crescimento do poder de compra dos consumidores

Agência Estado,

23 de agosto de 2011 | 19h30

 O faturamento dos shopping centers deve crescer 22% em 2011, para R$ 109,1 bilhões, de acordo com os cálculos do Ibope Inteligência. O montante equivale a 15,4% de todo o faturamento previsto para o varejo brasileiro no ano. Em 2010, essa fatia era de 14%.

Em nota, o diretor de geonegócios do Ibope Inteligência, Antônio Carlos Ruótolo, destaca que a maior entrada de capital externo e o crescimento significativo do poder de compra dos consumidores trouxe ao mercado de shopping um dinamismo que não se esperava.

Até o ano passado, 381 shoppings estavam em operação no País. Com o inauguração de 38 shoppings neste ano, em dezembro o total de shoppings em operação chegará a 419 shoppings. Para 2012, a expectativa é de que mais 47 shoppings abram as portas.

Movimento de interiorização

Do ponto de vista geográfico, o movimento de interiorização dos shoppings se confirma como tendência. Segundo a pesquisa, com os lançamentos dos próximos dois anos, 27 cidades com população abaixo dos 600 mil habitantes passarão a ter o primeiro shopping. "O movimento é claro no sentido de atingir novos mercados fora dos grandes centros urbanos", diz Ruótolo. Em termos regionais, no entanto, a região Sudeste ainda predomina como centro dos novos empreendimentos.

Nos próximos três anos, a região Norte é a que terá maior crescimento do setor, com ampliação de 72% da base instalada. O Sudeste terá crescimento de 29%, e o Nordeste terá expansão de 20%. Com avanço menos expressivo, o setor deve apresentar expansão de 16% no Centro-oeste e de 15% no Sul. 

Tudo o que sabemos sobre:
VarejoEconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.