Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Faturamento das micro e pequenas empresas no primeiro semestre é o pior desde 2009

Empreendedores da indústria e do comércio tiveram dificuldades para manter o ritmo de crescimento

ESTADÃO PME,

18 de agosto de 2014 | 10h30

 O faturamento real das micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo aumentou 0,8% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Trata-se do pior desempenho desde os seis primeiros meses de 2009 e, segundo o Sebrae-SP, evidencia a forte desaceleração no ritmo de crescimento das receitas dos pequenos empreendedores.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Ainda de acordo com o Sebrae, a receita total no semestre foi de R$ 285,4 bilhões, apenas R$ 2,4 bilhões a mais do que os valores obtidos no mesmo período do ano passado. Apenas em junho, a receita ficou em R$ 45 bilhões, quase 2% a menos do que no mesmo mês de 2013.

"Sem dúvida, o desempenho modesto da economia prejudicou os resultados no semestre", afirmou Ivan Hussni, diretor-técnico do Sebrae. "Com os jogos do Mundial, houve uma diminuição do número de dias úteis em junho e os reflexos foram sentidos principalmente na indústria e no comércio.

Por setores, o faturamento na indústria, no semestre, caiu 2,9% ante os seis primeiros meses do ano passado; a receita do comércio recuou 1,9%. No caso das pequenas empresas no segmento de serviços, a alta foi de 5,5% na mesma comparação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.