JF Diório|Estadão
JF Diório|Estadão

Falta de água pode afetar 25% dos empreendimentos brasileiros

Empresários que atuam no setores de serviços e indústria são os que mais temem perder faturamento com problemas relacionadas à falta de água

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de julho de 2017 | 08h59

Até o final deste ano, um em cada quatro donos de pequenos negócios deve sofrer com racionamento de água. Os dados são de uma nova pesquisa feita pelo Sebrae. De acordo com o estudo, os empresários que atuam no setores de serviços e indústria são os que mais temem perder faturamento com problemas relacionadas à falta de água, seguidos pelos do comércio e indústria.  Os empreendedores dos estados da Paraíba, Ceará, Sergipe e Espírito Santo são os mais preocupados com a interrupção do serviço de fornecimento.

Lavanderias, lava jatos, salões de beleza, restaurantes, hotéis, padarias, são exemplos de atividades que podem ser impactadas com a diminuição no abastecimento de água e cortes de energia, desde a produção até a capacidade de atendimento. Segundo o Sebrae, empresas que implantam sistemas de economia de água ficam menos suscetíveis às variações na oferta de recursos e são capazes de manter as atividades por um período maior de tempo, mesmo na escassez.

Para ajudar as micro e pequenas empresas a não serem prejudicadas, o Sebrae tem soluções para diminuir o consumo de água, cortar custos e dar um passo a mais em direção ao desenvolvimento sustentável do negócio. Entre as ações sugeridas, está o Sebraetec, programa que permite que as micro e pequenas empresas tenham acesso subsidiado a serviços em inovação e tecnologia, visando à melhoria de processos e produtos.

Há ainda o Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), localizado em Cuiabá (MT) e instalado em um prédio com diversas práticas que possibilitam economia de, em média, 50% no consumo de água e de 100% no de energia. O Centro atua como um laboratório para empresários que desejam conhecer alternativas sustentáveis. Ele também disponibiliza cartilhas, estudos, infográficos e vídeos que auxiliam os pequenos negócios nesse processo. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.