Facebook lança programa voltado para pequenas e médias empresas

Facebook lança programa voltado para pequenas e médias empresas

Empresa pretende vender soluções de marketing para pequenos negócios

nayara fraga, Radar tecnológico,

06 de junho de 2012 | 16h13

 Agora uma empresa de capital aberto, o Facebook está se movimentando em torno de estratégias que gerem receita. Depois de comprar o aplicativo americano Karma (plataforma online de envio de presentes) e de apresentar seu próprio aplicativo de imagens, a rede social escolhe o Brasil (segundo país com maior número de usuários na rede) para seu próximo investimento. A companhia de Mark Zuckerberg lança no País o programa Rota do Sucesso, destinado a pequenas e médias empresas brasileiras.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A iniciativa pretende ajudar as companhias a “alcançarem o sucesso com as ferramentas de marketing do Facebook”, segundo comunicado. A rede social vai orientar as empresas na criação de página e na inserção de anúncios no Facebook.

Quem se registrar na página do Facebook Marketing pode ganhar 4 semanas de suporte telefônico gratuito. “As primeiras 5 mil empresas a efetuarem o registro também receberão um crédito de R$ 50 para iniciarem suas campanhas no Facebook”, diz o comunicado.

O Rota do Sucesso só vale, no entanto, para novos anunciantes no Facebook e exige orçamento diário mínimo de R$ 50 para uso nos primeiros 30 dias. O crédito de R$ 50 mencionado acima será concedido logo no início.

Em queda

O Facebook estreou na bolsa de valores Nasdaq, que reúne as empresas de tecnologia em Nova York, em 18 de maio. A abertura do capital foi polêmica e até hoje indaga-se sobre o porquê de tantos problemas terem ocorrido, como a falha no sistema eletrônico da Nasdaq e a as informações passadas de forma privilegiada a grandes investidores.

Nesta quarta-feira, os papéis da empresa eram cotados a US$ 26,44 às 15h44. Do dia da oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) até ontem, as ações da empresa acumulavam queda de 31,4%. O preço de cada papel definido no IPO era de US$ 38.

Tudo o que sabemos sobre:
Facebookfacebookmarketing

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.