Diego Padilha
Diego Padilha

Facebook doa R$ 14 milhões a pequenos negócios; inscrições até 31/8

Inscrições prorrogadas até o fim de agosto; são elegíveis pequenas e médias empresas impactadas pela pandemia e que tenham base em São Paulo ou Brasília; serão cerca de R$ 11 mil para cada empreendedor

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de agosto de 2020 | 17h42
Atualizado 19 de agosto de 2020 | 15h43

Pequenas empresas que tenham sofrido diretamente o impacto da crise causada pelo novo coronavírus estão na mira de uma ajuda global que o Facebook promove durante a pandemia. Até o final de setembro, a marca vai começar a distribuir R$ 14 milhões a pequenos e médios negócios inscritos pelo site do programa no Brasil.

O empreendedor não precisa ter conta no Facebook nem precisa devolver o dinheiro, já que se trata de doação. Serão 1.276 pequenos negócios beneficiados com R$ 10.972 cada um, com uma seleção feita a partir das inscrições que foram prorrogadas até o dia 31/8.

Para ser elegível, a empresa não precisa comprovar faturamento. Apenas precisa estar funcionando no mercado há pelo menos um ano; empregar de 2 a 50 funcionários; e ter endereço comercial nas regiões metropolitanas de São Paulo ou Brasília (cidades onde o Facebook tem escritório no Brasil). O dinheiro poderá ser usado como o empreendedor achar melhor, com pagamento de aluguel de imóvel, folha de pagamento ou insumos.

O montante de R$ 14 milhões faz parte de um total de US$ 100 milhões que a empresa está destinando para apoiar 30 mil pequenos e médios negócios durante a pandemia em todo o mundo, por meio do programa Global Grants, anunciado no início deste ano. Além desses US$ 100 milhões, outros US$ 100 milhões são destinados apenas a empreendedores negros nos Estados Unidos.

Segundo o mais recente relatório Global State of Small Business, do Facebook, 52% das pequenas empresas no Brasil que operam na rede social dizem que o fluxo de caixa será um desafio nos próximos meses. 

De acordo com a 5ª edição da pesquisa ‘O impacto da pandemia de coronavírus nos pequenos negócios’, do Sebrae e da FGV Projetos, o índice de PMES que registraram queda do faturamento foi de 84% em junho. Cerca de 4% das micro e pequenas empresas do País fecharam definitivamente.

Entre outras iniciativas para ajudar o pequeno negócio, o Facebook também lançou no Brasil a primeira edição online do Impulsione com Facebook e anunciou uma parceria com o Sebrae, para contar com a capilaridade da entidade para chegar até o pequeno empreendedor.

Receba no seu e-mail as principais notícias do dia sobre o coronavírus. Clique aqui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.