Davi Moreti/Divulgação
Davi Moreti/Divulgação

Ex-faxineiro que virou empreendedor lança livro em que conta a sua trajetória de sucesso

Tedd Albuquerque organiza a feira do Shopping Center 3 e uma galeria na Praça Benedito Calixto

ESTADÃO PME,

24 de fevereiro de 2013 | 10h46

Foi com apenas seis anos que Ednelson José da Rocha Albuquerque, o Tedd Albuquerque, teve sua primeira "ideia empreendedora". Como sua mãe não tinha dinheiro para pagar a entrada do circo, ele resolveu montar a própria apresentação no quintal da casa em Barreiros, no interior de Pernambuco, para ganhar alguns trocados. Hoje, com 48 anos, Tedd está a frente do movimento Como assim?!, que é composto pela feira do Shopping Center 3, na Avenida Paulista, e de uma galeria na Praça Benedito Calixto.

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

A trajetória do empreendedor está narrada no livro "Como Assim?!... A ideia que mudou a vida de milhares de pessoas e revolucionou a Economia Criativa do Brasil", lançado no fim do ano passado, pela editora Biografia. O caminho até a vida de empresário não foi fácil. Depois das apresentações de  circo, Tedd ainda trabalhou na feira vendendo frutas e com oito anos passou a lavar os carros dos clientes que iam até a sua casa em busca dos serviços de manicure da irmã.

No interior, chegou a trabalhar no banco, mas resolveu fazer faculdade em Recife - não chegou a concluir na época por falta de dinheiro. "Não consegui emprego em Recife, mas não queria voltar para a minha cidade e começar tudo de novo. Resolvi ir para São Paulo, uma cidade onde não conhecia ninguém e podia começar do zero", conta.

Em São Paulo, trabalhou como carregador de móveis, garçom e lavou pratos até conhecer a então deputada Ercy Ayala. Ela se sensibilizou quando Tedd começou a chorar quando a garrafa de whisky que ele servia foi quebrada.

"Uma garrafa de whisky Buchana´s era como se fosse um trabalho de três fins de semana. Comecei a chorar e ela me deu um cartão de visita e pagou a garrafa. Fui indicado para trabalhar em uma empresa de informática como assistente de importação", lembra. Para ajudar a pagar as contas, o empreendedor ainda trabalhou como faxineiro.

Novas áreas. Tedd começou a viajar para o Paraguai para fazer compras nos fins de semana e depois passou a trabalhar na área de turismo. Durante um congresso, o empreendedor teve a ideia de promover um encontro de mulheres na política. Chegou a realizar oito edições.

Mas foi durante uma de suas viagens, na Inglaterra, que ele conheceu Camden Town. "Fiquei encantado com esse espaço e fiquei com a ideia na cabeça de promover isso no Brasil, de reunir criadores", conta. De uma ação social no Conjunto Nacional, a feira de criadores se instalou aos domingos em um estacionamento localizado na esquina das ruas Haddock Lobo e Alameda Santos aos domingos. Em 2000, a feira foi transferida para o Shopping Center 3. Atualmente, os 217 expositores movimentam em torno de R$ 5 milhões por mês.

O movimento Como Assim?! também está presente na Praça Benedito Calixto, com um espaço para os 46 criadores exporem seus trabalhos, além de uma restaurante. Tedd também planeja a inauguração de uma área fitness, voltada para estética e saúde.

Nome. De tanto ouvir a indagação "Como assim?!", Tedd resolveu adotá-la como nome do movimento. "Quando começamos no estacionamento, só aos domingos, as pessoas chegavam na segunda e falavam: como assim? Cadê a feira que estava aqui? Quando eu explicava que tinha moda, circo e outras artes do espaço, as pessoas também falavam: mas como assim, não é uma feira? Foi um nome que pegou", explica Tedd.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.