Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Evento mostra como inovar de verdade no País

Encontro organizado pelo Estadão PME reúne grandes empresas e empreendedores para debater o assunto no Museu de Arte Moderna

Vivian Codogno, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2016 | 08h15

“Ninguém nunca sentou na minha mesa e disse ‘meu filho, inovar é isso’”, comenta, com bom humor, o Corporate Lab Head da 3M do Brasil, Marcelo Tambascia. Quando o assunto é inovação, a empresa tem um vasto histórico, que vai desde o famoso Post-it até um sistema de biometria usado em campos de refugiados. A inovação está no cerne do negócio e, conforme explica seu diretor, ela é perseguida a partir da desconstrução.

Tambascia e outros executivos de grandes companhias se reúnem na próxima sexta-feira (29) no Encontro Estadão PME Inovação, realizado no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) a partir das 8h. As inscrições são gratuitas. No centro dos debates está a pergunta sobre como o processo de criação inovadora pode ser aliado do empreendedorismo e como empresas o aplicam. 

No caso da 3M, por exemplo, a inovação chega a partir da proposta de repensar itens que já estão no mercado para que então se identifique melhorias. “Literalmente desmontamos o produto do cliente e remontamos com novidades. Nossa proposta é agressiva. Desconstruo aquilo que já existe e vamos remontar”, explica Tambascia.

O executivo compartilha o segundo módulo de debates com Newton Campos, professor de empreendedorismo e inovação da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da IE Business School e com Tonico Novaes, diretor-geral da Campus Party Brasil.

A busca pela inovação, aliás, tem levado grandes empresas a fomentarem o desenvolvimento de ideias por meio de startups. É o caso, por exemplo, do InovaBra, projeto de aceleração de empresas do Bradesco criado para que iniciativas otimizem processos da própria instituição financeira. “Nos últimos cinco anos, o mercado se tornou muito dinâmico e criativo e não conseguimos acompanhar todos os movimentos de inovação. O mundo tem muito a nos oferecer e de dentro da empresa não temos condições de filtrar tudo que está acontecendo”, explica o diretor de inovação do Bradesco, Marcelo Frontini. Para ele, que discute o desafio da inovação para grandes empresas com Fabiano Takahashi, diretor da área de computação pessoal da HP Inc. Brasil, e com Renato Valente, country manager da Telefónica Open Future, a visão de ‘fora para dentro’ é elementar para que o empreendimento cresça no sentido de reinvenção.

Solução. Desvendar e resolver fraudes no comércio eletrônico são os desafios da ClearSale, fundada por Pedro Chiamulera com a oferta de soluções que ainda não existiam quando o negócio surgiu. Para ele, apostar no novo é uma questão de vantagem competitiva e foi por isso que ele conseguiu abocanhar 80% do mercado de verificação de compras online.

“Em um momento de crise como este, ser ousado faz mais diferença. As vendas estão estáticas, as empresas não estão crescendo, então, é preciso olhar para dentro”, reflete o empreendedor, que fará um debate com Sérgio Zimerman, da Petz. Confira a programação completa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.