Epson fica em primeiro

Epson fica em primeiro

Empresa cresceu 21 pontos em categoria com bons índices

Gabriel Navajas, Especial para o Estado

30 de julho de 2018 | 22h50

Impressora fiscal está entre as categorias em que as fornecedoras atingiram bons índices de satisfação na Escolha PME 2018. A Epson foi a empresa mais bem classificada no ranking, com 91 pontos. Segunda colocada, a Bematech obteve 82 pontos. Depois dela vem a Elgin, com 78.

“Temos uma ampla linha de produtos e uma parte desse portfólio é voltada para PMEs”, afirma o gerente de produtos da Epson Brasil, Mateus Larrabure. “A Epson conta com equipamentos robustos, com alta tecnologia, que são, muitas vezes, mais caros que os concorrentes. Mas também trazemos oportunidades para que empresas menores possam ter acesso a essa tecnologia. Por isso, estamos crescendo nesse mercado”, acredita Larrabure.

Produtos são o critério mais valorizado pelas PMEs na escolha da fornecedora de impressoras fiscais, com 66% das citações. No desdobramento desse critério, as empresas consultadas apontam a boa qualidade como o aspecto mais relevante.

Durabilidade e presença no País todo

Para Mateus Larrabure, gerente de Produtos da Epson Brasil, os bons números apresentados pela primeira colocada estão diretamente ligados à qualidade e capilaridade da empresa no País, graças, entre outros fatores, aos consumidores home, aqueles que têm impressoras em casa. A empresa somou 21 pontos de crescimento em relação à pesquisa de 2017, quando obteve 70.

“Como temos muitos produtos, a capilaridade se torna grande e os pequenos e médios empresários se beneficiam disso. Somos líderes em impressoras de jato de tinta. Nosso portfólio é de alta tecnologia, mas com equipamentos voltados para PMEs, com custo acessível e pós-venda interessante”, afirma o gerente de produtos da companhia.

Ele destaca algumas características dos produtos da Epson Brasil que, segundo ele, contribuíram para que a empresa alcançasse a expressiva marca de 91 pontos no índice de satisfação, conquistando a liderança da pesquisa na categoria. “As impressoras têm robustez, cabeça de impressão, durabilidade do mecanismo e na guilhotina de corte de papel. Muitos equipamentos ficam expostos a sujeira. Com a qualidade, duram mais.”

Bematech faz contínuo investimento

A Bematech subiu um ponto em relação ao levantamento anterior e, com 82, manteve a segunda posição. Isso é resultado de investimento e preocupação com as pequenas e médias empresas, aponta o CEO da companhia, Eros Jantsch. “A Bematech investe de 12 a 14% da receita anual em pesquisa e desenvolvimento, totalizando mais de R$ 1 bilhão em cinco anos. Estamos em constante movimento para criar ofertas para as PMES e o mercado como um todo.”

Jantsch afirma que mais do que criar produtos para esse mercado, a empresa procura sempre desenvolver soluções que caibam no bolso do pequeno e médio empresário. “O portfólio da Bematech é completo, pensado para atender as necessidades específicas de cada tipo de negócio.”

Na pesquisa 2018, a Elgin aparece entre as três primeiras colocada. Ficou em terceiro lugar, com 78 pontos. “É a percepção dos pequenos e médios empresários de que nos preocupamos em ter bons produtos aliados a um bom pós-venda”, avalia Leandro Mello, gerente nacional de Vendas em Automação da Elgin. “Nossos canais, espalhados pelo Brasil, sempre estão muito próximos dos nossos clientes.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.