Encontro Pró-PME aborda conceitos de inovação para empreendedores

Encontro Pró-PME aborda conceitos de inovação para empreendedores

Empresários de sucesso debatem sobre áreas de potencial pouco exploradas, e como se abrir sempre para o conhecimento

Vanderson Pimentel - Especial para, O Estado de S. Paulo

13 de agosto de 2018 | 05h00

Atualizada no dia 06/09, às 12h33

Inovação é um dos conceitos mais importantes entre empresas e startups de sucesso. E será abordado no módulo "Inovação na Prática" do 2º Encontro Pró-PME, que será realizado no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, nos dias 26 e 27 de setembro, com entrada gratuita.

Em 26 de setembro, das 10h40 às 12h, o módulo terá a participação de Carlos Humberto da Silva Filho, criador do serviço de acomodação Diáspora.Black, e Carlos Mira, CEO do TruckPad, aplicativo para caminhoneiros e cargas. 

Mira era sócio havia mais de 30 anos de uma empresa de transportes, quando entrou em atrito com os irmãos, vendeu sua parte e deixou o cargo de presidente executivo para passar 6 meses no Vale do Silício (EUA). Ao ouvir os donos de grandes empresas de alta tecnologia, o economista voltou ao Brasil e fundou em 2014 a TruckPad, um aplicativo que conecta caminhoneiros e empresários necessitados do transporte de cargas pelo Brasil.

::INSCREVA-SE:: semanapropme.com.br

Atualmente com 50 anos, Mira diz que apesar do sucesso de sua atual companhia, que venceu prêmios de startups e recebe investimento da montadora Mercedes-Benz, também é necessário aprender com os erros. 

"Outro dia eu vi uma reportagem dizendo que a idade média para um empreendedor dar certo no Vale do Silício seria 45 anos. Ela falava que era importante ser um cara cascudo, que tenha cometido erros, que conheça o setor. Empreender é tomar decisões difíceis o tempo todo. Eu acho que acabou virando um esporte nacional montar uma startup, mas isso é para poucos. Continua sendo uma empresa, então acho que precisa ter minimamente uma experiência, um entendimento de tecnologia e algumas dicas que darei no evento. Mas ter experiência eu considero indispensável."

O que mudou?

Para o empresário, que também já atuou como diretor de marketing do Palmeiras e fundou a organização Endeavor, voltada para empresas no Brasil, a tecnologia não só revolucionou a forma de empreender, como também segue abrindo oportunidades para quem quer criar startups.

"Há 15 anos, as pessoas empreendiam por necessidade, depois de serem dispensadas de um emprego, e resolviam montar uma barraca de cachorro quente, por exemplo. Era um pequeno empreendedor típico e raras universidades ensinavam empreendedorismo.Mas com o advento dos smartphones, da tecnologia 3G e outras formas, hoje ser empreendedor é a primeira opção de quem está na faculdade e, muitas vezes, as pessoas nem se formam e já querem abrir um negócio. Sou formado em economia, e na faculdade, o nosso sonho era trabalhar em um banco na Avenida Paulista", relembra.

Vencendo o preconceito com empreendedorismo

Carlos Humberto criou a Diáspora.Black em 2016, depois de ser vítima de preconceito de turistas que agendavam hospedagem em sua casa. Ao lado de Mira, o mestrando de desenvolvimento territorial pretende falar que observar as políticas humanas também pode ser uma forma de abrir novos caminhos para o sucesso financeiro.

"Será uma oportunidade para conversarmos sobre o potencial de mercado que a população negra representa no Brasil. Já a maioria dos empreendedores brasileiros representa uma oportunidade para a economia, desde que sejam vencidas barreiras de acesso a crédito e financiamento para este ecossistema.

"Se pensarmos que a população negra brasileira, sozinha, representa a 17ª economia do mundo, movimentando mais de R$ 1 trilhão por ano, podemos ter uma noção deste espaço. A população negra no País cresce a cada censo, a partir de maior autoafirmação. Esse processo, mais forte entre os jovens, é catalizador de escolhas de consumo. Este é um movimento sem volta. Por isso, as marcas estão cada vez mais buscando interlocutores para dialogar e direcionar seus produtos a essa população."

O tema inclusão social será debatido também no dia 27 de setembro. Juliana Glasser, cofundadora da Carambola, fará uma palestra junto de Isabela Raposeiras, responsável pela cafeteria e laboratório Coffee Lab.

Inclusão no mercado de trabalho

Pouco depois de criar em 2012 a empresa de softwares Carambola, Juliana Glasser notou que pela área de TI ter uma demanda maior do que funcionários, perdia colaboradores para outras companhias.

Foi quando ela teve a ideia de ajudar na formação de pessoas que não tinham experiência na área de tecnologia, deficientes físicos, mulheres que estavam afastadas do mercado de trabalho e negros, fazendo com que eles também passassem a ter uma formação.

Encontro Pró-PME discute expansão de empresas brasileiras para outros países

Evento do Estadão PME aborda a estruturação de empresas recém-criadas no Brasil

"A palavra inovar é fazer algo diferente. Como vamos fazer inovação se sempre estamos olhando pela mesma ótica, do homem branco, heterossexual de classe média? Se olharmos pelo contexto da diversidade, ela pode trazer muita inovação pros negócios de maneira rápida, com resultado e impacto social, que é muito importante para a sociedade", afirmou.

Segundo a própria Juliana, seus clientes e o mercado como um todo estão dando mais atenção para as minorias. "Sinto que o mercado está entendendo que também precisa se responsabilizar, ter esse gap na formação das pessoas. As empresas que têm nos procurado têm entendido que isso pode ser importante nos negócios delas, tanto de trazer pessoas de outros contextos, mas também na questão de inclusão."

"Atenção e disciplina"

Filha de pais comerciantes, Isabela Raposeiras começou a trabalhar com café no início da década de 2000, e se tornou uma das principais referências no assunto com a Coffee Lab, uma cafeteria com cardápio exclusivamente voltado para o grão e que também oferece cursos na área. A empresária ressalta que foi preciso se dedicar muito para o seu empreendimento em São Paulo prosperar.

"Disciplina e presença. Parece bobagem isso, mas tem de ser atento e ter disciplina. É o que faz você ficar conectado, tudo muda. O cenário muda, a cultura muda, você não pode se manter igual. Tem de se atualizar sempre", afirmou.

Isabel  destaca que pretende fazer uma reflexão no evento também sobre os riscos de se empreender. "A reflexão principal é se eu devo mesmo abrir uma empresa ou não. Essa é a pergunta a se fazer. Nem todo mundo tem vocação, ser empresário não é gostar de um produto. Se você não tem vocação, não seja."

Informações

O evento terá outros quatro módulos: "Como Conquistar o Mundo", "Construindo Identidade", "Tudo é empreendedorismo" e "Encontro PME". Acompanhe nos próximos dias o site do Estadão PME para saber mais a respeito das atividades e dos participantes já confirmados. 

O Encontro Pró-PME é um evento gratuito voltado para estudantes, empreendedores de startups, pequenas e médias empresas. As inscrições para participar da convenção e os nomes dos palestrantes estão disponíveis no site semanapropme.com.br.

Confira a programação do Encontro Pró-PME

DIA 26 DE SETEMBRO

"Como Conquistar o Mundo" – Das 9h às 10h20

Convidados:

Flávio Pripas - Cubo Itaú

In Hsieh - CBIPA (China Brazil Internt Promotion Agency)

"Inovação na Prática" – Das 10h40 às 12h

Convidados:

Carlos Mira – TruckPad

Carlos Humberto - Diaspóra.Black

"Construindo Identidade" – Das 14h às 15h20

Convidados:

Tallis Gomes - Easy Taxi

Renato Velloso - Dr. Consulta

"Tudo é empreendedorismo" – Das 15h40 às 17h

Convidados:

Karen Jonz - Skatista e Designer

Nana Lima - Think Eva

Encontro com CEO's

Das 9h às 11h - Sérgio Zimerman – Petz

Das 15h às 17h - Cláudio Sassaki - Geekie

Business Games

Jogo de Gestão de empresas focada em inovação - Academia de Marketing

Turma 1 – Das 9h às 12h/Turma 2 – Das 14h às 17h

Você seria capaz de administrar um grande festival de musica?

DIA 27 DE SETEMBRO

"Como Conquistar o Mundo" – Das 9h às 10h20

Convidados:

Rafael Forte – Vtex

Tonico Novaes - Campus Party

"Inovação na Prática" – Das 10h40 às 12h

Convidados:

Isabela Raposeiras - Coffee Lab

Juliana Glasser - Carambola

"Construindo Identidade" – Das 14h às 15h20

Convidados:

Malte Huffmann – Dafiti

Lucas Mendes - WeWork

"Tudo é empreendedorismo" – Das 15h40 às 17h

Convidados:

Sandra Perez - Palavra Cantada

Alex Atala - D.O.M.

Encontro com CEO's

Das 9h às 11h - A confirmar

Das 15h às 17h - Sonia Hess - Dudalina

Business Games

Jogo de Gestão de empresas focada em inovação - Academia de Marketing

Turma 1 – Das 9h às 12h/Turma 2 – Das 14h às 17h

Você seria capaz de administrar um grande festival de musica?

::INSCREVA-SE:: semanapropme.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.