Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Empresas podem ganhar até R$ 1 milhão em prêmios de inovação

Prêmio Finep de Inovação e Startup Open oferecem viagens e subsídios em dinheiro para negócios promissores

Ligia Aguilhar - Estadão PME,

01 de setembro de 2011 | 21h04

Participar de concursos e prêmios é uma forma não só de as pequenas empresas buscarem visibilidade e reconhecimento, mas também de ganhar dinheiro e até mesmo conhecimento para fazer o negócio prosperar.

Duas das mais importantes instituições do País, a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Instituto Endeavor estão com inscrições abertas para concursos com prêmios de até R$ 1 milhão. Em sua 14ª edição, o Prêmio Finep de Inovação vai premiar projetos inovadores de empresas de pequeno e médio porte, instituições científicas e tecnológicas (ICT) e inventores brasileiros.

As inscrições vão até o dia 14 de outubro pelo site da Finep (www.finep.gov.br). Podem se inscrever micro e pequenas empresas com faturamento bruto em 2010 de até R$ 16 milhões e que apresentem ações inovadoras há pelo menos três anos. “Quando uma empresa de pequeno porte supera a crise dos três anos, tem grandes chances de se perpetuar”, diz o coordenador nacional do prêmio Finep, Carlos Ganem. A premiação é dividida em duas fases, regional e nacional, cada uma com R$ 500 mil em prêmios para os vencedores, que terão que investir o valor em futuros projetos de inovação. “Essa é uma mudança importante porque até 2009 nós só concedíamos prêmio e agora começamos a oferecer recursos para essas empresas”, diz Ganem.

No ano passado, concorreram ao prêmio Finep de Inovação 865 empresas, das quais 390 eram pequenas. Entre os vencedores estava o médico cirurgião Júlio Segalle, de 68 anos, premiado com R$ 120 mil na categoria inventor inovador pelo produto OrthoMouse, um mouse ortopédico para computador que obriga a mão humana a permanecer em posição segura durante o uso, com o objetivo de melhorar e prevenir problemas como a tendinite.

“Trabalhei a vida toda como cirurgião geral e percebi um aumento muito grande no número de consultas com pacientes que enfrentavam doenças por causa dos uso de mouses e teclados”, conta. “Por meio de pesquisas descobri que o design dos mouses comuns é inadequado para a mão humana.”

::: Siga o Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

 

Foram quase dez anos de pesquisa para conceber o modelo. No período, o médico conseguiu patentear o produtos em diversos países e hoje vende seu mouse no mundo todo - uma média de 2 a 3 mil por mês. Com a premiação em dinheiro a ser recebida ainda neste ano, Segalle vai desenvolver dois novos produtos: uma versão do OrthoMouse a laser e um produto para permitir o uso do teclado com segurança.

 

Startup Open - Já o Instituto Endeavor, por meio do Startup Open, pretende identificar e reconhecer os 50 novos negócios mais promissores de todo o mundo. O evento está com inscrições abertas até o dia 15 de setembro. Poderão participar da seleção os empreendedores que iniciaram um negócio a partir de 22 de novembro de 2010 ou estão prestes a iniciá-lo até 20 de novembro deste ano.

 

Os vencedores serão anunciados durante a Semana Global de Empreendedorismo, que acontece entre 14 e 20 de novembro. Entre os critérios de escolha dos vencedores estão a consistência do conceito do negócio, as projeções de crescimento e o conhecimento de mercado. “Espera-se que essas empresas tenham modelos de negócio muito sólidos e projeções de crescimento embasadas e claras”, diz o Diretor de Educação e Políticas Públicas do Instituto Endeavor, Juliano Seabra.

 

As 50 empresas escolhidas ainda competirão por prêmios como um ano de mentoring com Michael DeLazzer, sócio-fundador da Redbox, segunda maior companhia de aluguel de vídeos do mundo; credencial VIP e todas as despesas pagas para participar do Congresso da Semana Global do Empreendedorismo em março de 2012 em Liverpool, na Inglaterra, e convite para participar do Startup Chile, com US$ 40 mil de capital semente e visto de um ano para trabalhar no país.

 

Para participar, os interessados devem preencher um formulário (em inglês) no site do Startup Open (www.startupopen.com). De acordo com Seabra, até o momento, o Brasil é o terceiro país que mais se inscreveu na competição. “Participar de prêmios é muito interessante não só pelo que a empresa ganha, mas pela visibilidade, que no nosso caso vai ser mundial”, diz.

:::LEIA TAMBÉM:::

::Plano Brasil Maior prevê financiamento de R$ 2 bilhões para inovação::

::Sebrae destinará R$ 780 milhões para inovação nos próximos três anos::

::Inovação está no foco de 97% dos empresários brasileiros::

::SP já movimenta R$ 40 bilhões por ano com criatividade::

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.