Gustavo Carrer
Gustavo Carrer

Empresários vão a feira de alimentação em Nova York com Sebrae-SP

Donos de pequenos negócios como padarias, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e food trucks irão aprender tendências e práticas que possam ser aplicadas em seus estabelecimentos no Brasil

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2019 | 14h40

Uma missão do Sebrae-SP embarcou nesta semana rumo a Nova York para levar 40 empreendedores do ramo alimentício para a 65ª Summer Fancy Food Show, feira que será realizada de 23 a 25 de junho e é referência em reunir fabricantes de alimentos gourmets e orgânicos. Foram selecionados donos de pequenos negócios como padarias, restaurantes, pizzarias, lanchonetes e food trucks, além de representantes da indústria de alimentos de todo o Estado.

Com essa iniciativa, o Sebrae-SP pretende que os empresários aprendam tendências e práticas que possam ser aplicadas em seus estabelecimentos no Brasil, além de estudarem o mercado internacional para se prepararem para a exportação. Em edições anteriores, o networking feito na feira impulsionou produtores brasileiros a exportar seus produtos. O evento reúne 2.600 expositores de mais de 50 países.

Além da participação na evento, o grupo também irá visitar 70 estabelecimentos de alimentação e restaurantes nova-iorquinos para conhecer novos modelos de negócios e técnicas de inovação. Eles também terão o acompanhamento dos especialistas em food service, inovação e internacionalização do Sebrae.

O empresário Matheus Silvério, da Padaria Vila Carmela, em Guarulhos (SP), é um dos selecionados para a missão. "A minha intenção na feira é ver as inovações no mercado, as tendências e, principalmente, analisar o sistema de franquias, pois eu quero franquear uma butique de pães", conta.

O Sebrae-SP fará a cobertura completa do evento no site e em suas redes sociais, entre os dias 23 e 25 de junho.

Tudo o que sabemos sobre:
Sebraealimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.