Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Empresários contam o segredo de como faturar entre R$ 600 mil e R$ 10 milhões

Conheça na prática como fazer o seu negócio decolar

Estadão PME,

30 de maio de 2014 | 18h05

Empresários contam o que fazem para inovar, apresentando produtos e serviços diferentes ao consumidor, e de que forma pretendem crescer. A reportagem do Estadão PME visitou esses negócios para conhecer um pouco mais da história dos estabelecimentos, das suas atividades e os planos futuros desses empreendedores. Confira os vídeos a seguir para entender mais sobre essas empresas, que atuam em segmentos que vão de bicicletas a chocolates.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

O dono de um grupo que vende e aluga bicicletas em São Paulo – além de acessórios, patins e skates – aproveita a onda de ciclovias na cidade e o aumento do interesse do paulistano em usá-las para expandir seus negócios. No ano passado, o faturamento foi de R$ 3,6 milhões e nos últimos meses a empresa tem faturado R$ 400 mil por mês. Assista ao vídeo abaixo e conheça mais detalhes do negócio.

Bicicletas

 

Leonardo Valente sempre gostou de trabalhar com madeira. E foi durante a faculdade de design de produto que ele resolveu fazer um óculos de presente para a namorada. O produto despertou a atenção dos amigos Fernando Rodrigues e Fabio Willers, que enxergaram um potencial de negócio. Confira no vídeo abaixo. No ano passado, o faturamento foi de R$ 700 mil, com previsão de dobrar esse número em 2014.

Óculos

 

Ex-professor de educação física fatura R$ 1 milhão com decoração em balões. Desde que o paulista deixou para lá o cotidiano das academias de musculação para se dedicar às esculturas criadas a partir das bolas infláveis, sua realidade financeira mudou de patamar. A reportagem do Estadão PME esteve com o fundador da Cenário Balões para conhecer de perto sua história. O resultado, você acompanha no vídeo a seguir.

Balões

 

Assista ao vídeo abaixo e conheça também a Esfiha Juventus, um desses negócios paulistanos que fazem da tradição o seu produto. A empresa, que pretende abrir novas unidades, fatura R$ 600 mil.

Esfihas

 

No vídeo abaixo, você também vai conhecer a história da marca paulista onde um ovo de Páscoa pode custar R$ 1,7 mil. Tocado pela mesma família há 27 anos, a Chocolat du Jour fatura R$ 10 milhões ao ano.

Chocolates

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.