Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Empresário fatura R$ 2,8 milhões com aluguel de bicicletas para ciclofaixa

Plano de expansão inclui a abertura de lojas em outros estados

Rodrigo Rezende, Estadão PME,

28 de março de 2014 | 06h43

O dono de um grupo que vende e aluga bicicletas em São Paulo – além de acessórios, patins e skates – aproveita a onda de ciclovias na cidade e o aumento do interesse do paulistano em usá-las para expandir seus negócios. No ano passado, o faturamento foi de R$ 3,6 milhões e nos últimos meses a empresa tem faturado R$ 400 mil por mês. O aluguel é responsável por 80% desse montante. O plano de expansão inclui novos pontos de aluguel, até mesmo em outras capitais.

::: Estadão PME nas redes sociais :::

:: Twitter ::

:: Facebook ::

:: Google + ::

Luiz Pina é um dos sócios da Anvanti, bicicletaria que inclui loja e oficina, e da Green Bike, que aluga bicicletas no Parque Villa-Lobos, em Moema, no shopping JK Iguatemi e no edifício Pátio Malzoni, que abriga, entre outras empresas, o Google.

"Alugamos para ciclistas no parque, aqui na loja, no shopping e no prédio do Google, onde também cuidamos de uma estrutura com chuveiros e toalhas, usada principalmente por quem vai trabalhar de bike", conta Pina. A empresa também aluga bikes para eventos, de faculdades, empresas e até igrejas. "Temos diversos eventos por mês", revela o empresário.

O grupo vai inaugurar mais uma loja em maio, na Lapa, e no começo de abril também vai começar a operar um ponto de aluguel de bicicletas no Parque Ecológico Cândido Portinari, ao lado do Villa-Lobos. Até o final do ano, a empresa pretende abrir uma loja em Porto Alegre, e outros estados também estão nos planos de expansão.

Atualmente, o negócio tem cerca de 1.500 bicicletas para locação. Cada uma tem uma vida útil de aproximadamente oito meses. "Trocamos a as bikes nesse período, pois caso contrário a manutenção fica muito alta", diz Pina. O custo de manutenção, incluindo mecânicos e peças, fica entre 15% e 20% do faturamento.

O aluguel de bicicleta varia de R$ 10 a R$ 25 por hora. O cliente também pode alugar por meio do site da Green Bike. Ele escolhe o modelo da bicicleta e o local onde vai retirá-la.

No ponto do shopping JK tem até uma bicicleta que vira carrinho de bebê. "Trouxemos essa novidade da Holanda, a mãe pode andar de bike com o filho e depois usar o carrinho para passear no shopping", explica Pina. Confira mais sobre a história desse negócio no vídeo abaixo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.